I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
languages
log in
subscribe
Catalog
Notice
Terms of Use
Payments and Withdrawals
Gallery Galeria Paiva Frade
Next auction: 11/08/2021, 20:30h
Exhibition
at Galeria Paiva Frade
Av. Getulio Vargas, 350, Centro - São Lourenço - MG
Gallery contacts
Phone: 55 (35) 3332-4150 / 55 (35) 3331-6966
Email: paivafrade@paivafrade.com.br
The Gallery
Avaible Pieces
Pagination
1
2
3
4
5
6
Sort
3a
Catálogo da Exposição Retrospectiva de MANUEL MADRUGA (1882-1951), no M.N.B.A, RIO DE JANEIRO, SALÃO ASSÍRIO, JUNHO DE 1952. HOMENAGEM PÓSTUMA.
Bid
R$ 600,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 600,00 (BRL)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
9e
Grande Medalha das comemorações do Centenário da Independência. (1822-1922)
A conhecida face ao motivo, tamanho e magnifico desenho.
Bronze, com 7,5 cm de diâmetro.
Exposição Internacional do Centenário da Independência - Rio de Janeiro
É a maior exposição internacional realizada até hoje em terras brasileiras.

A Exposição Internacional do Centenário da Independência foi uma exposição realizada no Rio de Janeiro entre 7 de setembro de 1922 e 23 de março de 1923.

Participaram no total 14 países de 3 continentes.
O Brasil teve no total 6.013 expositores, representando todos os estados da federação.
No total circularam pela exposição mais de 3 milhões de pessoas.

Em artes plásticas, o pintor Antônio Parreiras conquistou três medalhas de ouro, no mesmo Salão da Exposição Internacional do Centenário da Independência - Rio de Janeiro e foi aclamado pelo publico.
Bid
R$ 300,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 300,00 (BRL)
Cotações
$ 57.00 (USD)
$ 48.00 (EUR)
$ 5.568,00 (ARS)
Cotações
$ 57.00 (USD)
$ 48.00 (EUR)
$ 5.568,00 (ARS)
11b
Descrição do Documento:
Carta pessoal escrita à mão pela PRINCESA ISABEL DO BRASIL,
Raríssima peça emitida pela REPÚBLICA FRANCESA no início do século XX. figurando a própria PRINCESA ISABEL
O Cartão é datado de 1º de Janeiro de 1907 onde a CONDESSA D’EU, ilustre filha do IMPERADOR D. PEDRO II e responsável pela ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA no Brasil, escreve para sua amiga pessoal AMANDA.

Transcrição do Documento:

( Isabel de perfil)

1º de janeiro de 1907

Minha Querida Amanda
Que Deus lhe de e a seu
marido e filha ..ado quando
lhes desejamos! ……. que
formamos as emoções 1907
leia muito de emoção

ISABEL CONDESSA D’EU

Medidas: 14 x 9 cm.
Cartão postal impressão oficial “REPUBLIQUE FRANCAISE, CARTE POSTALE, Ce côté exclusivement réservé á l’adresse”.
1 bid
Bid
R$ 1.800,00 (BRL)
1 bid
Valor do lote
R$ 1.800,00 (BRL)
Cotações
$ 342.00 (USD)
$ 288.00 (EUR)
$ 33.408,00 (ARS)
Cotações
$ 342.00 (USD)
$ 288.00 (EUR)
$ 33.408,00 (ARS)
12
ISABEL DO BRASIL
Princesa Isabel (A REDENTORA) antigo busto, raríssimo sinete para coleção.
Bronze maciço espessurado a prata,
Base virgem sem monograma ou brasão.
Escultura produzida de rara fotografia da PRINCESA ISABEL, onde seu cabelo está disposto amarrado para trás e cacheado em cima das orelhas, diferente das fotos mais comuns onde isabel dispõe de um cabelo curto e cacheado.
Medidas: 7 x 3,5 x 2,5 cm.

Bid
R$ 450,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 450,00 (BRL)
Cotações
$ 85.50 (USD)
$ 72.00 (EUR)
$ 8.352,00 (ARS)
Cotações
$ 85.50 (USD)
$ 72.00 (EUR)
$ 8.352,00 (ARS)
12b
Revista: O OCCIDENTE - REVISTA ILLUSTRADA DE PORTUGAL E DO EXTRANGEIRO. 1 DE AGOSTO DE 1889 - SUA MAGESTADE O IMPERADOR DO BRAZIL D. PEDRO II. (Segundo uma photographia de Nadar). Revista portuguesa criada pelo prestigiado gravador Caetano Alberto da Silva, Brito Rebelo e Manuel de Macedo reconhecida por sua qualidade gráfica e literária, e atestada pelos numerosos prémios que recebeu nas exposições de Paris (1878), Lisboa (1888), Antuérpia (1894), Saint Louis (1895), Paris (1900) e Lovaina (1907). Volume XII; Nº 382. págs. 170 à 176 com gravuras. Medidas: 37 x 26 cm.
Bid
R$ 800,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 800,00 (BRL)
Cotações
$ 152.00 (USD)
$ 128.00 (EUR)
$ 14.848,00 (ARS)
Cotações
$ 152.00 (USD)
$ 128.00 (EUR)
$ 14.848,00 (ARS)
13c
CARTÃO POSTAL século XIX com Representação do IMPERADOR DOM PEDRO II envolto por ramos de Café e Tabaco em forma de louro, acimado pela COROA IMPERIAL, e SONETO DE SUA AUTORIA assinado como Pedro d'Alcantara. Circa 1890.

Transcrição do Documento:

TERRA DO BRAZIL

Espavorida agita-se a criança,
De nocturnos phantasmas com receio,

Mas se abrigo lhe dá materno seio,
Fecha os doloridos olhos e descança.

Perdida é para mim toda a esperança
De volver ao Brasil: de lá me veio
Um pugillo de terra: e neste creio,
Brando será meu somno sem tardança...

Qual o infante a dormir em peito amigo
Tristes sombras varrendo memoria,
Oh doce Patria, sonharei contigo!

E entre visões de paz, de luz, de gloria,
Sereno aguardarei no meu jazigo
A justiça de Deus na voz da História!


Medidas:9 x 14 cm. Cartão Postal.
Bid
R$ 600,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 600,00 (BRL)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
13
IMPERADOR DOM PEDRO II
1889 no ÚLTIMO ano do IMPÉRIO.
Fotografia em Cartão
Representação do IMPERADOR DOM PEDRO II.

O Imperador Dom Pedro II foi o último grande monarca do Trono Brasileiro, esta rara fotografia mostra Pedro II dois anos antes de sua morte, já com os cabelos e barba totalmente brancos, data do ano de sua deposição do poder, quando por meio de um golpe militar foi obrigado a deixar seu País e viver os últimos anos de vida em exílio.

O retrato possui a forma de um "Carte de Cabinet", que se tornou popular na década de 1870 e foi o sucessor do "Carte de Visite" que era um formato de apresentação de fotografias, patenteada na França em 1854, e possuía um tamanho diminuto e revelação pela técnica de Impressão em Albumina, tornou-se um modismo mundial durante a década de 1860 e popularizou a arte do retrato, conferindo ao fotografado o status de distinção e representação social. Como seu sucessor o Carte de Cabinet herdou as mesmas técnicas de Impressão e cumpria o mesmo papel social.


Medidas: 11 x 16,7 cm. Fotografia, em Cartão.
Bid
R$ 1.200,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 1.200,00 (BRL)
Cotações
$ 228.00 (USD)
$ 192.00 (EUR)
$ 22.272,00 (ARS)
Cotações
$ 228.00 (USD)
$ 192.00 (EUR)
$ 22.272,00 (ARS)
13b
COLAR DOM PEDRO II, medalha da SOCIEDADE CULTURAL E CONDECORATIVA DO BRASIL em comemoração ao centenário de desenlace de DOM PEDRO DE ALCÂNTARA, IMPERADOR PERPÉTUO DO BRASIL. No Estojo.
Medalha em metal dourado em forma de cruz nas cores verde e amarelo, com a inscrição “CENTENÁRIO DE DOM PEDRO II” na frente e cunhagem da sociedade cultural e condecorava do Brasil no verso. Fita em gorgurão nas cores Verde e Amarelo.
O “Colar Dom Pedro II” tem o objetivo de laurear as personalidades físicas ou jurídicas que por seus méritos, se tenham feito dignas desta especial distinção.

Medidas Medalha: 5,5 x 6 cm. Comprimento Fita: 54 cm. Medidas Estojo: 13 x 18 x 4 cm.
1 bid
Bid
R$ 120,00 (BRL)
1 bid
Valor do lote
R$ 120,00 (BRL)
Cotações
$ 22.80 (USD)
$ 19.20 (EUR)
$ 2.227,20 (ARS)
Cotações
$ 22.80 (USD)
$ 19.20 (EUR)
$ 2.227,20 (ARS)
13a
IMPERADOR DOM PEDRO II,

Descrição do Documento:
Carta com Assinatura Atribuída ao IMPERADOR DOM PEDRO II, datada de 18 de junho de 1866 no período da GUERRA DO PARAGUAY, enviada por Dr. FRANCISCO MOREIRA DE CARVALHO, BARÃO VISCONDE E CONDE DE SUBAÉ (Formado em Direito, pela Universidade de Coimbra, era senhor de engenho, foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Santo Amaro e também presidente da Câmara Municipal, durante alguns quadriênios) Era Comendador da IMPERIAL ORDEM DE CRISTO e da IMPERIAL ORDEM DA ROSA. Seu solar em Santo Amaro da Purificação hospedou em 1859 o IMPERADOR DOM PEDRO II.

Transcrição do Documento:
Frente:

Illm A. Dor. Francisco Moreira de Carvalho
Bahia 18 de Junho de 1866
Amigo o A.

Recebemos sua p… 14 as cons. a qual não respondemos pelo mesmo portador por que …fuido , de uma carta o .. sócio E…lio; Julgou provavelmente que seria a m.. respostae então não a procurou.
A carta de …..do das 15 b… que farão as primeiras … ja lhe foi remettida, e como a não recebes ha por que foi desencaminhada com a carta que a copiava, por ele juntamos uma outra carta.
Provavelmente hira o …. do resto ou sua safra, bem com a .. corrente, o que não fazemos agora por muito ocupados - mas examinando a sua conta observamos haver um saldo a favor de cerca de 8:….., de que podera dispor não so … como ou qualquer quantia de que papa precisar para os seus arranjos, porque bem sabe que ano ha havia vendido estão a sua disposição
… ….. praça ficaria muito calma com as últimas. noticias de Londres, de t….. j….. t….. maior ou menor ……
Somos com respeito

ASSINATURA


Verso:

Illm siur
Cons. Dr. Francisco Mor. de Carv.
St. AMARO


Medidas: 42 x 27,5 cm.
Papel seda ao maço, marca d’água com coroa real “B A T II” ao canto superior esquerdo. Vestígios de lacre em sinete.
Bid
R$ 2.600,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 2.600,00 (BRL)
Cotações
$ 494.00 (USD)
$ 416.00 (EUR)
$ 48.256,00 (ARS)
Cotações
$ 494.00 (USD)
$ 416.00 (EUR)
$ 48.256,00 (ARS)
14
Imperador Dom Pedro I do Brasil
Esculturação em placa em cobre, por A. Rojo a partir da obra de Simplício de Sá, do ano 1826, hoje exposta no Museu Imperial.
Medidas: 60 x 50 cm.
Bid
R$ 750,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 750,00 (BRL)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
14a
IMPERADOR D. PEDRO I

Carta escrita a pedido do IMPERADOR D. PEDRO I redigida por JOÃO VALENTIM DE FARIA SOUZA LOBATO (grande dignitário da Ordem da Rosa, GUARDA JÓIAS DO TESOURO IMPERIAL e Mordomo imperial, Vogal do Conselho Supremo Militar de Justiça e oficial do Exército) assinada pelo BARÃO DA PARNAHIBA (grande apoiador do movimento de adesão ao GRITO DO IPIRANGA e PRESIDENTE DO CONSELHO DE GOVERNO), o documento informava um pedido de regularização à algumas atribuições de funções. A peça requer cuidados especiais.


Transcrição do documento:

Manda sua Majestade O Imperador pelo conselho de primo militar remetter presidente da província do phiauhy, para sua inteligência…ao o exemplar incluzo do decreto[…]
{…}
[…] Nós do exercito, e mais capellães Militares



Cumpra-se e Guarde-se
Palacio do ….
12 de dezembro de 1823

Barão da Parnahiba P.

[…]


Medidas: 32,5 x 41,3 cm. Folha Dupla.
Bid
R$ 600,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 600,00 (BRL)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
Cotações
$ 114.00 (USD)
$ 96.00 (EUR)
$ 11.136,00 (ARS)
15
PEDRO AMÉRICO - ALBERTO REPETTATI

Placa Comemorativa em BRONZE: "GRITO DO IPIRANGA, 1822".
Medidas: 15,5 x 23 x 1,5 cm.

Antiga placa fundida em Bronze, comercializada em 1922, na ocasião dos Cem anos da independência do Brasil.

Baseada no quadro "Independência ou Morte"(1888) de PEDRO AMÉRICO, que se encontra no Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro;

A obra representa a cena de DOM PEDRO I proclamando a independência do Brasil. O Grito do Ipiranga foi o ato que, simbolicamente, oficializou o rompimento com o Governo de Portugal.

Peça, em sua original, produzida por ALBERTO REPETTATI: medalhista Italiano de Torino, gravador chefe da Officina Carte Valori em Torino (Casa da Moeda - Italiana), Teve um papel importante como gravador de matrizes para várias moedas, medalhas e selos italianos até 1931.
Bid
R$ 750,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 750,00 (BRL)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
15a
Catálogo de Miniaturas Reais - Retrato de D. Pedro I - Ludwig; Ernst.

DIE MINIATUREN-SAMMLUNG SEINER KÖNIGLICHEN HOHEIT DES GROSSHERZOGS ERNST LUDWIG VIN HESSEN UND BEI RHEIN - KURT WOLFF VERLAG. Den druck werkes im Laufe Jahres 1917 die Offizin W. Drugulin zu Leipzig. Die Lichtdrucktafeln sind in der Hofkunstalt Albert Frisch, Berlin, nach der eneigenen Alfnahmen während der Jahre 1916 und 1917 hergestellt. Die Buchausgabewurde von H. Fikentscher, die Fürtenausgabe von der Königlich Bayerischen Hofbuchbinderei Hübel & Denck, beide in Leipzig, gebunden. Den Eibandzeichnete Professor Emil Preetorius, den Titel Erich Hoffmeister. Das Werkerschien in zwei Ausgaben: einer Fürstenausgabe von vierzig, under einer allgemeinen Ausgabe von dreihundertfünfzig Exemplaren. Dierist Nr. 223 der allgemeinen Ausgabe. Coleção dos quadros em miniaturas do Grão Duque Ernst Ludwig. 1917 - Índice 38 pp; 148 pp. com riquíssimas ilustrações a cor e P&B. Dom Pedro I retratado por Alexandre Simplício, 1826 na prancha 116. Encadernado.

Med. 39 x 29 x 7 cm. Cod. MMC-453.
Bid
R$ 2.000,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 2.000,00 (BRL)
Cotações
$ 380.00 (USD)
$ 320.00 (EUR)
$ 37.120,00 (ARS)
Cotações
$ 380.00 (USD)
$ 320.00 (EUR)
$ 37.120,00 (ARS)
22
2º Visconde de Pelotas em trajes civis.
Atributivo retrato de José Antônio Correia da Câmara, 1824 — 1893
Nobre, militar e político brasileiro, era neto materno do primeiro visconde de Pelotas.
Pintura a óleo sobre cartão.
Medidas: 29 x 22 cm,
Na Moldura 43,5 X 58,5cm.

Foi combatente dos revolucionários farroupilhas, onde assessorou o General Conde de Caxias, e da Guerra contra Rosas.
Na guerra contra Aguirre, em 1864, participou do cerco de Paysandú, no Uruguai.
Herói da guerra do Paraguai, alem da retomada de Uruguaiana, esteve nas batalhas de Curupaiti, Avaí, Curuzu, Campo Grande, e outras elevado-o a Brigadeiro.

Suas tropas atacaram o acampamento paraguaio, em Cerro Corá, onde feriram Solano López.
José Correia foi quem deu ordem de rendição ao ditador, que respondeu:"Muero con mi pátria!".

Logo depois da guerra, foi promovido a Marechal em 1870, agraciado com o título nobiliárquico de 2º Visconde de Pelotas.

Posteriormente foi ministro da Guerra, conselheiro de guerra, senador no Império do Brasil. Após a proclamação da República Brasileira foi o primeiro governador do Rio Grande do Sul.

Câmara faleceu em 1893 aos 69 anos de idade.
Bid
R$ 1.800,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 1.800,00 (BRL)
Cotações
$ 342.00 (USD)
$ 288.00 (EUR)
$ 33.408,00 (ARS)
Cotações
$ 342.00 (USD)
$ 288.00 (EUR)
$ 33.408,00 (ARS)
23
PRÍNCIPE DE JOINVILLE
Septuagenários par de pratos em porcelana retratando Francisco d'Orléans, Príncipe de Joinville (François Ferdinand Philippe Louis Marie d'Orléans e a Princesa Francisca, princesa de Joinville, Brasileira Francisca de Bragança, irmã do imperador dom Pedro II.
Emitidos na ocasião do Centenário de Joinville em 9 de Março de 1951.
Marcas da manufatura no verso. 17 cm e 18,5 cm.
PRIMEIRA MARCA - "RIO DO TESTO": https://www.porcelanabrasil.com.br/m-schmidt.htm

Francisco d'Orléans, Príncipe de Joinville (François Ferdinand Philippe Louis Marie d'Orléans; Neuilly-sur-Seine, 14 de agosto de 1818 — Paris, 16 de junho de 1900), foi um nobre francês, tendo sido príncipe de Joinville.
Era filho do rei Luís Filipe I da França e de Maria Amélia das Duas Sicílias. Casou-se com a princesa brasileira Francisca de Bragança, irmã do imperador dom Pedro II, de quem recebeu, como dote, as terras onde foi fundada a cidade brasileira de Joinville.
Bid
R$ 300,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 300,00 (BRL)
Cotações
$ 57.00 (USD)
$ 48.00 (EUR)
$ 5.568,00 (ARS)
Cotações
$ 57.00 (USD)
$ 48.00 (EUR)
$ 5.568,00 (ARS)
23b
CARTA ESCRITA A PEDIDO DE LOUIS PHILIPPE I, último REI DA FRANÇA. séc XIX Datado de 18 de janeiro de 1834
O Documento trata acerca da resolução dos autos de uma Dívida de 200 francos existente entre JEAN-ARMAND JULIA CATHERINE e JEAN BAPTISTE MATHIEU. sendo assinada pelos citados no texto.

MEDIDAS:30 x 42cm. Papel com Timbre Real em carimbo, folha dupla com marca d'agua "TIMBRE ROYAL"

O reinado de Luís Filipe é conhecido como Monarquia de Julho e foi dominado por ricos industriais e banqueiros. Ele seguiu políticas conservadoras, especialmente sob a influência do estadista francês François Guizot durante o período de 1840-48. Ele também promoveu a amizade com a Grã-Bretanha e patrocinou a expansão colonial, notadamente a conquista francesa da Argélia . Sua popularidade diminuiu conforme as condições econômicas na França se deterioraram em 1847, e ele foi forçado a abdicar após a eclosão da Revolução Francesa de 1848 .

Como Luís Filipe, duque de Chartres, ele se destacou comandando tropas durante as Guerras Revolucionárias, mas rompeu com a República por sua decisão de executar o rei Luís XVI . Ele fugiu para a Suíça em 1793 após ser conectado com uma conspiração para restaurar a monarquia da França. Seu pai, Louis Philippe II, duque de Orléans (Philippe Égalité), caiu sob suspeita e foi executado, e Louis Philippe permaneceu no exílio por 21 anos até a Restauração Bourbon . Ele foi proclamado rei em 1830, depois que seu quinto primo Carlos X foi forçado a abdicar pela Revolução de Julho .

Ele viveu o resto de sua vida no exílio no Reino Unido. Seus partidários eram conhecidos como orleanistas, em oposição aos legitimistas , que apoiavam a linha principal da Casa de Bourbon, e bonapartistas, que apoiavam a família Bonaparte , que inclui (mas não se limita a) Napoleão I e Napoleão III .

Transcrição do Documento:

Louis-Philippe Roi des Français, a tous preésens et a venir, salut; Faisons savoir que ./.

L'an mil-huit-cent-trente-quatre et le neuvieme jour du mois de septembre, à Albi, chef-lieu du departement du tarn, pardevant nous jean-armand catherine Julia, notaire à la residence du albi en presence des témois a-après nommes, dans nôtre[...]
{...}
[...]à tous commandans et officiers de la force publique de prêter main forte lorsqu'ils en seront légalement requis. en foi de quoi le notaire recevant soussigné a delivré la présente grosse au dits Sr Matieu.

J. Julia.



Bid
R$ 1.500,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 1.500,00 (BRL)
Cotações
$ 285.00 (USD)
$ 240.00 (EUR)
$ 27.840,00 (ARS)
Cotações
$ 285.00 (USD)
$ 240.00 (EUR)
$ 27.840,00 (ARS)
23a
Casamento do PRINCIPE DE JOINVILLE com a PRINCESA DONA FRANCISCA.

Documento escrito a pedido do Imperador DOM PEDRO I por JOSÉ ANTÔNIO DA SILVA SOUZA e assinado pelo VISCONDE DE PARNAHIBA (Grande apoiador de Dom Pedro I na Ocasião da Independência do Brasil.) enviado ao presidente da província do Piauí para que o mesmo notificasse toda a província do Casamento da Princesa Imperial DONA FRANCISCA DE BRAGANÇA (a quarta filha do IMPERADOR DOM PEDRO I, Irmã de DOM PEDRO II)), com FRANCISCO D’ORLÉANS, O PRINCIPE DE JOINVILLE, filho do REI LUÍS FILIPE I da França, que recebe do Imperador Dom Pedro I no Brasil as terras da atual cidade de Joinville como um dote por seu casamento com Dona Francisca em 1843.


Transcrição do Documento:

Expedirão-se comunicações a 25 de … deste anno
Illmo. Exmo.Im.
Tendo-se celebrado nesta Carta no dia 1o do com… com geral satisfação dos habitantes della, o Consorcio da sereníssima Princesa a Senhora Dona Francisca com Sua Altesa Real o Principe de Joinville, Filho de Sua Majestade o Rei dos Franceses: Manda Sua Majestade o Imperador participar a V. Exa. tao fausta noticia para lhe dar toda Publicidade nessa província, cujos habitantes o receberão em duvida com entusiasmo correspondente á satisfação comqueda …mo augusto senhor deu o seu consentimento áquelle Con..reio, pelas vantagens que délla devem resultar …. Paízes.
Deus guarde a V. Exa. Palacio do Rio de Janeiro 2 de Maio de 1843
JOSÉ ANTÔNIO DA SILVA MAYA
Im. Presidente da Provincia do Piauhy.


verso:

Cumpra-se e Registre-se. Palácio do Governo em duras 22 de Novembro de 1843.
VISCONDE DA PARNAHIBA.



Medidas: 27,5 x 43,5 cm.
Bid
R$ 900,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 900,00 (BRL)
Cotações
$ 171.00 (USD)
$ 144.00 (EUR)
$ 16.704,00 (ARS)
Cotações
$ 171.00 (USD)
$ 144.00 (EUR)
$ 16.704,00 (ARS)
24
LOUIS D’ORLÉANS o DUQUE DE NEMOURS, PRÍNCIPE REAL DA FRANÇA - CARTE PNEUMATIQUE do século XIX

Descrição do Documento:
CARTE PNEUMATIQUE do século XIX assinada por LOUIS D’ORLÉANS o DUQUE DE NEMOURS, PRÍNCIPE REAL DA FRANÇA, filho de LOUIS PHILIPPE I (Último REI DA FRANÇA), e pai de GASTÃO D’ORLEANS, o CONDE D’EU. No Documento L. d’Orleans pede à seu amigo pessoal, MONSIEUR KERMAINGANT, que leia as passagens que seu filho escreveu sem compromisso, além de desejar boa saúde para sua mulher.
Os Cartões Pneumáticos surgem como uma forma de diminuir os atrasos nas entregas de correspondência, onde o cartão era inserido em uma capsula e enviada para os diferentes pontos de Paris através das grandes extensões tubulares de ar comprimido, uma vez que se encontrava no posto era distribuída à pé por jovens que trabalhavam nos correios.


Transcrição do Documento:

Frente face A:
AVIS
La carte pneumatique ne doit contenir ni corps dur, ni valeur au
porteur, ni objet dont le transport par la pose est interdit; elle doit rester
assez flexible pour pouvoir être facilement pliée en vue de son insertion dans
les boîtes des trains pneumatiques.
La carte qui ne remplirait pas ces conditions réglementaires serait assimilée
à une lettre ordinaire et traitée comme telle.


Frente face B:

RÉPUBLIQUE FRANÇAISE
CARTE PNEUMATIQUE

Monsieur de Kermaingant
102, Avenue des Champs Élysées

LA REMISE EST GRATUITEVoir au verso.


Verso:

Cher Monsieur de Kermaingant
Accepterez-vous à titre de feuilleton à faible soit au Petit …….. du samedi soir autrement, quelques fragments des « Impressions du Cachemire de mon fils Louis d’Orléans encore inédites ? Je parle de feuilleton parce que ce sont des pages sans prétentions à des appréciations …….. à d’autre mérite que le colónes …… ……… .
- Tous mes vœux pour la santé de Madame de kermaingant. Attentivement de votre bien affectueux,
L. d’Orleans


MEDIDAS: 11,3 x14,3 cm. Papel cartão postal, impressão oficial Correio Telegráfico da República Francesa, selo impresso. Carimbos “PARIS 80 R. DU BAC”, “PARIS.45 AV. DES CHAMPS ELYSEES”.
Bid
R$ 2.400,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 2.400,00 (BRL)
Cotações
$ 456.00 (USD)
$ 384.00 (EUR)
$ 44.544,00 (ARS)
Cotações
$ 456.00 (USD)
$ 384.00 (EUR)
$ 44.544,00 (ARS)
31
D. JOÃO VI
SOPEIRA DO SERVIÇO DA VISTA PEQUENA
Pertenceu a Fazenda de Santa Cruz.
China, Qing, Jiaqing (1796-1820)
Sopeira de porcelana Cia das Índias pertencente ao serviço de D. João VI, dito Vista Pequena.
Reproduzida no Livro A Louça da Aristocracia no Brasil, de Jenny Dreyfus à pág. 93.
Medidas: 14 x 30 x 22,5 cm.

As Companhias das Índias Orientais foram várias organizações distintas com objetivos comerciais da Ásia Oriental, para o ocidente. As empresas foram de origens austríaca, britânica, dinamarquesa, francesa, neerlandesa (holandesa), portuguesa e sueca. As porcelanas trazidas por eles, sob encomenda de Monarcas e aristocrata eram e são o que há de maior garbo e integração histórica artística entre o Oriente e Ocidente, pós anos de 1600.

O termo refere-se aos anos e empresas:

Companhia Portuguesa das Índias Orientais;
fundada em (1628-1633);
Companhia Austríaca das Índias Orientais;
fundada em (1775-1785);
Companhia Britânica das Índias Orientais;
fundada em (1600-1874);
Companhia Dinamarquesa das Índias Orientais;
fundada em 1616-1650 (primeira companhia),
fundada em 1670-1729 (segunda companhia);
Companhia Francesa das Índias Orientais;
fundada em (1664- 1794);
Companhia Holandesa das Índias Orientais;
fundada em (1602-1799);
Companhia Sueca das Índias Orientais;
fundada em (1731-1813).
Bid
R$ 6.900,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 6.900,00 (BRL)
Cotações
$ 1,311.00 (USD)
$ 1,104.00 (EUR)
$ 128.064,00 (ARS)
Cotações
$ 1,311.00 (USD)
$ 1,104.00 (EUR)
$ 128.064,00 (ARS)
32
PATRIARCADO DE LISBOA - COMPANHIA DAS ÍNDIAS - SOPEIRA COM PRESENTOIR.
PEÇA SEMELHANTE, DO MESMO SERVIÇO, REPRODUZIDA NO LIVRO LOUÇA DA ARISTOCRACIA NO BRASIL DE JENNY DREYFUS, página 160 .

Decoração com esmaltes em tons de rouge de fer e dourados, da família rosa.
HERÁLDICA ECLESIÁSTICA- BRASÃO DE BISPO: GALERO E SEIS BORLAS. Armas Reais Portuguesas e Caravela.
Bojo reto com pegas no formato de cabeça de lebre
Pega em forma de Granada.
China, reinado Qialong, Séc. XVIII.
Presentoir e sopeira apresentam numeração.
Medidas da sopeira: 17 x 32 x 21 cm
Presentoir: 29 x 24 cm.

HISTÓRICO: As Companhias das Índias Orientais foram várias organizações distintas com objetivos comerciais da Ásia Oriental, para o ocidente. As empresas foram de origens austríaca, britânica, dinamarquesa, francesa, neerlandesa (holandesa), portuguesa e sueca. As porcelanas trazidas por eles, sob encomenda de Monarcas e aristocrata eram e são o que há de maior garbo e integração histórica artística entre o Oriente e Ocidente, pós anos de 1600.

O termo refere-se aos anos e empresas:

Companhia Portuguesa das Índias Orientais;
fundada em (1628-1633);
Companhia Austríaca das Índias Orientais;
fundada em (1775-1785);
Companhia Britânica das Índias Orientais;
fundada em (1600-1874);
Companhia Dinamarquesa das Índias Orientais;
fundada em 1616-1650 (primeira companhia),
fundada em 1670-1729 (segunda companhia);
Companhia Francesa das Índias Orientais;
fundada em (1664- 1794);
Companhia Holandesa das Índias Orientais;
fundada em (1602-1799);
Companhia Sueca das Índias Orientais;
fundada em (1731-1813).
Bid
R$ 3.600,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 3.600,00 (BRL)
Cotações
$ 684.00 (USD)
$ 576.00 (EUR)
$ 66.816,00 (ARS)
Cotações
$ 684.00 (USD)
$ 576.00 (EUR)
$ 66.816,00 (ARS)
32c
Medalhão em faiança,
Brasão de Dinastia de Bragança, Portugal século XIX.
Pintura manual, marca não identificada ao fundo, marcas do tempo.
O Brasão ostenta um escudo com 7 castelos em sua extremidade exterior e 5 quinas em seu interior, envoltos em moldura em formato de ânfora e protegidos pela Coroa Real ao Topo.

Diâmetro: 39 cm.
Bid
R$ 1.200,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 1.200,00 (BRL)
Cotações
$ 228.00 (USD)
$ 192.00 (EUR)
$ 22.272,00 (ARS)
Cotações
$ 228.00 (USD)
$ 192.00 (EUR)
$ 22.272,00 (ARS)
32b
Antigo Abridor de Cartas feito em Bronze, ornamentado em seu topo com o Brasão de armas de PORTUGAL.
O Brasão ostenta um escudo com 7 castelos em sua extremidade exterior e 5 quinas em seu interior, envoltos em moldura em formato de ânfora e protegidos pela Coroa Real ao Topo. Exemplar de Coleção.

Medidas: 18,5 x 4,5 x 1,5 cm. Lâmina de 13 cm.
Bid
R$ 280,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 280,00 (BRL)
Cotações
$ 53.20 (USD)
$ 44.80 (EUR)
$ 5.196,80 (ARS)
Cotações
$ 53.20 (USD)
$ 44.80 (EUR)
$ 5.196,80 (ARS)
32a
Medalhão em Estanho com BRASÃO DE ARMAS da Dinastia de BRAGANÇA com o Brasão de armas de PORTUGAL.
O Brasão ostenta um escudo com 7 castelos em sua extremidade exterior e 5 quinas em seu interior, envoltos em moldura em formato de ânfora e protegidos pela Coroa Real ao Topo. Exemplar de Coleção.

MEDIDAS: 31 cm diâmetro / 1,7 kg
Bid
R$ 820,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 820,00 (BRL)
Cotações
$ 155.80 (USD)
$ 131.20 (EUR)
$ 15.219,20 (ARS)
Cotações
$ 155.80 (USD)
$ 131.20 (EUR)
$ 15.219,20 (ARS)
32d
Medalhão em faiança ALCOBAÇA - PORTUGAL. Pintura manual: BRASÃO DE ARMAS da Dinastia de BRAGANÇA . Borda rendada e vazada. O Brasão ostenta um escudo com 7 castelos em sua extremidade exterior e 5 quinas em seu interior, envoltos em moldura em formato de ânfora e protegidos pela Coroa Real ao Topo.
Diâmetro: 37 cm.
1 bid
Bid
R$ 360,00 (BRL)
1 bid
Valor do lote
R$ 360,00 (BRL)
Cotações
$ 68.40 (USD)
$ 57.60 (EUR)
$ 6.681,60 (ARS)
Cotações
$ 68.40 (USD)
$ 57.60 (EUR)
$ 6.681,60 (ARS)
34
BARÃO DE ANHUMAS - Sopeira de porcelana francesa pertencente ao Serviço do Barão de Anhumas (Manoel Carlos Aranha)
Medidas: 21 x 31 x 31 cm.

Corpo de forma circular com decoração floral em tons de fúcsia sobre fundo branco. Iniciais entrelaçadas no bojo e na tampa. Alças laterais e pega da tampa com frisos dourados. Marca da manufatura Haviland & Co. Limoges. França. Séc. XIX. Primeiro e único Barão de Anhumas(Ponta Grossa na época ainda província do Estado de São Paulo, 18 de setembro de 1814, onde residiu até os 16 anos — São Paulo, 28 de janeiro de 1894) foi um nobre brasileiro, Capitão da Guarda Nacional, Comendador e Cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo.
Bid
R$ 2.500,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 2.500,00 (BRL)
Cotações
$ 475.00 (USD)
$ 400.00 (EUR)
$ 46.400,00 (ARS)
Cotações
$ 475.00 (USD)
$ 400.00 (EUR)
$ 46.400,00 (ARS)
35
CONDE MONTEIRO DE BARROS (1848-1925)-
TÍTULO CONCEDIDO PELA SANTA SÉ, Ditos "Títulos Papais" -
Prato de porcelana monogramada - borda sextavada, barra azul acinzentado, frisos dourados
Ad. Hache & Pepin Lemalisur - Vierzon, Paris - diâmetro 25 cm.
FONTE: http://www.cbg.org.br/wp-content/uploads/2012/07/titulos-concedidos.pdf
Bid
R$ 750,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 750,00 (BRL)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
Cotações
$ 142.50 (USD)
$ 120.00 (EUR)
$ 13.920,00 (ARS)
36
D. Pedro II.
Cristalerie BACCARAT
Raríssimo busto do IMPERADOR MENINO D. PEDRO II.

Raríssimo descanso de talheres produzido pela famosa cristalerie Baccarat
Reproduzido no livro "O cristal no Império do Brasil".
Medidas: 5 x 10 x 3,5 cm.
O Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, apresenta, na sua coleção, serviços de mesa e peças decorativas de Baccarat, encomendas pelo rei D. Luís I e pela sua mulher, a rainha Dª. Maria Pia.
Estima-se que Busto do IMPERADOR MENINO D. PEDRO II, tenha sido produzido na ocasião do banquete de seu batismo, tendo em vista que a monarquia portuguesa foi uma das maiores consumidoras da Famosa Cristaleria.

SOBRE:

Com a permissão do rei Luís XV, o bispo de Metz, monsenhor Louis De Montmorency-Laval, funda em 1764 a companhia de cristais Baccarat, uma das mais conceituadas cristalerias do mundo, na província de Lorraine, à leste da França.

Foi transformada em primeira cristaleria da França em 1817. Desde então, a marca é sinônimo universal de lapidação precisa, manufatura delicada em objetos únicos e nas formas mais variadas.

De reis a plebeus abastados, Baccarat é status e opulência, charme e sofisticação real. A fábrica sobreviveu às guerras e revoluções, sempre produzindo.

As peças são lapidadas à mão como pedras preciosas, em processo artesanal com caprichos e requintes.

Curiosidades
No começo do século XX, a Baccarat produziu frascos de cristal lapidado para perfumistas como Guerlain, D'Orsay, Chanel, Dior e Jean Patou, entre outros.
Bid
R$ 2.100,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 2.100,00 (BRL)
Cotações
$ 399.00 (USD)
$ 336.00 (EUR)
$ 38.976,00 (ARS)
Cotações
$ 399.00 (USD)
$ 336.00 (EUR)
$ 38.976,00 (ARS)
37
BARÃO DE VASCONCELOS
LIMOGES - Covilhete na forma de meia-lua.
Pertencente ao Serviço BARÃO de Vasconcelos (José Smith de Vasconcellos).
Marca do mesmo serviço reproduzida à pág. 343 no Livro Louça da Aristocracia do Brasil* (foto em anexo).
Corpo filetado a ouro com as iniciais SV e coroa de Visconde.
Séc. XIX. Medidas: 2,4 x 22 x 14 cm.

Barão de Vasconcelos, é um título nobiliárquico criado por D. Luís I de Portugal, por Decreto de 13 de Abril de 1863, em favor de José Smith de Vasconcelos.

A porcelana de Limoges:

Limoges, não se refere a um fabricante específico, mas sim à porcelana de pasta dura produzida por fábricas na cidade de Limoges e arredores a partir do final do século 18.
Por volta de 1830, Limoges, ficava perto das áreas onde a argila adequada foi encontrada e superou Paris como o principal centro de fábricas de porcelana privadas.

Limoges teve fortes antecedentes na produção de objetos decorativos:
A cidade era o mais famoso centro europeu de produção de esmalte vítreo no século 12, e o esmalte Limoges era conhecido como Opus de Limogia ou Labor Limogiae.
Também, foi o local de uma pequena indústria de faiança simples desde 1730.
Foi a maior produtora de porcelanas de biscuit para a Exposição Universelle de 1855 pela fábrica Pouyat.

Uma manufatura em Limoges foi colocada sob o patrocínio do conde d'Artois , irmão de Luís XVI, e foi posteriormente adquirida pelo rei em 1784, aparentemente com a ideia de produzir corpos de pasta dura para decoração em Sèvres, embora isso nunca tenha acontecido.

Embora a porcelana de Sèvres, próxima a Paris, permanecesse dominante no topo do mercado, Limoges manteve essa posição até os dias atuais.

Após a Revolução Francesa, várias fábricas privadas foram estabelecidas em Limoges, incluindo Bernardaud , Haviland & Co. e Royal Limoges.

Bid
R$ 780,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 780,00 (BRL)
Cotações
$ 148.20 (USD)
$ 124.80 (EUR)
$ 14.476,80 (ARS)
Cotações
$ 148.20 (USD)
$ 124.80 (EUR)
$ 14.476,80 (ARS)
39
Fotografia em Cartão
Representando ANA ALEXANDRINA TEIXEIRA LEITE (a BARONESA DE VASSOURAS),
Fotógrafos CHRISTIANO JR E PACHECO em 1855.
Ana Alexandrina se casou com Francisco Teixeira Leite, em 1851. Francisco já era viúvo da primeira esposa e ainda um modesto plantador de café. Nos próximos 20 anos, Ana Alexandrina veria o marido erguer uma das maiores fortunas do Império, chegando a receber o título de Barão de Vassouras em 1871. Dona Ana Alexandrina Teixeira Leite se torna a primeira baronesa de Vassouras.
Os Teixeira Leite faziam parte da elite de grandes fazendeiros, especialmente plantadores de café, que se desenvolveu no Brasil na segunda metade do século 19. Homens como Francisco Teixeira Leite investiram uma quantidade muito grande de capital nas suas fazendas e também na sua imagem pública. Ao contrário do que acontecia no século anterior, os produtores de café não viviam em suas fazendas; eles tinham seus solares e sobrados na cidade, onde residiam durante a maior parte do ano e exibiam publicamente sua riqueza, assim como a própria Corte Imperial, buscavam suas referências de consumo e comportamento na Europa, especialmente na França e Inglaterra.
Carte de visite é um formato de apresentação de fotografias, patenteada na França em 1854.
Possui um tamanho diminuto e a foto geralmente é revelada pela técnica de Impressão em Albumina, e colada em um cartão de papel rígido.
O carte-de-visite tornou-se um modismo mundial durante a década de 1860 e popularizou a arte do retrato, conferindo ao fotografado o status de distinção e representação social. Como padrão universal, o carte-de-visite era trocado entre familiares, amigos e colecionadores do mundo todo, já que cabia em um envelope de carta comum.
Apesar de seu sucesso, o cartão de visita foi aos poucos suplantado pelo formato conhecido como Carte cabinet, surgido na década de 1870, tecnicamente igual ao antecessor, embora com dimensões maiores.




MEDIDAS: 6,3 x 10,6 cm. Fotografia, em Cartão.
Bid
R$ 450,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 450,00 (BRL)
Cotações
$ 85.50 (USD)
$ 72.00 (EUR)
$ 8.352,00 (ARS)
Cotações
$ 85.50 (USD)
$ 72.00 (EUR)
$ 8.352,00 (ARS)
41
EUFRÁSIA TEIXEIRA LEITE
Fotografia em Cartão
Representação de EUFRÁSIA TEIXEIRA LEITE, em sua Mocidade.
MEDIDAS: 6 X 10,7 cm. Fotografia, em Cartão.

Eufrásia Teixeira leite foi a PRIMEIRA investidora financeira Brasileira.
Consta ter sido a primeira mulher a entrar no recinto da Bolsa de Valores de Paris.
Após a perda dos pais, Eufrásia e sua irmã, Francisca Bernardina, administraram a herança, multiplicando uma fortuna que poderia comprar 1.850 quilos de ouro. Aos padrões atuais, Eufrásia seria bilionária. Sua herança equivalia, na época, a metade da dotação pessoal do imperador D. Pedro II para um ano.

Nas décadas de 1870 e 1880, Vassouras já entrava em decadência pelo esgotamento do solo e ao envelhecimento dos escravos.

As irmãs partiram, em 1873, para residir em Paris pois, ao invés de fazendas de café, possuíam apólices de títulos da dívida pública do Empréstimo Nacional de 1868, ações do Banco do Brasil, depósitos bancários, títulos de crédito de pessoas.

Além de bem-sucedida rentista, foi também filantropa e uma mulher independente que viveu a vida conforme as suas escolhas.

Eufrásia teve um romance com o abolicionista Joaquim Nabuco. O romance ocorreu na Europa, onde Eufrásia tinha interesses financeiros e mundanos, enquanto Nabuco, porém, tinha ambições políticas no Brasil.

Eufrásia integrou o círculo das amizades mais próximas de Dona Isabel de Bragança, princesa imperial do Brasil, quando no exílio na França e, legou praticamente toda a sua fortuna para obras de caridade, de instituições da cidade de Vassouras.

Carte de visite  é um formato de apresentação de fotografias, patenteada na França em 1854. Possui um tamanho diminuto e a foto geralmente é revelada pela técnica de Impressão em Albumina, e colada em um cartão de papel rígido.

O carte-de-visite tornou-se um modismo mundial durante a década de 1860 e popularizou a arte do retrato, conferindo ao fotografado o status de distinção e representação social. Como padrão universal, o carte-de-visite era trocado entre familiares, amigos e colecionadores do mundo todo, já que cabia em um envelope de carta comum.

Apesar de seu sucesso, o cartão de visita foi aos poucos suplantado pelo formato conhecido como Carte cabinet, surgido na década de 1870, tecnicamente igual ao antecessor, embora com dimensões maiores.

MEDIDAS: 6 x 10,7 cm. Fotografia, em Cartão.



Bid
R$ 820,00 (BRL)
be the first to bid
Valor do lote
R$ 820,00 (BRL)
Cotações
$ 155.80 (USD)
$ 131.20 (EUR)
$ 15.219,20 (ARS)
Cotações
$ 155.80 (USD)
$ 131.20 (EUR)
$ 15.219,20 (ARS)
Pagination
1
2
3
4
5
6
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2021) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.