I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
Iberê Camargo
IBERÊ CAMARGO - "Figuras" - guache sobre papel - 32 x 23 cm - a.c.i.e. 1987 - Ex: coleção Casimiro xavier de Mendonça.
R$ 22.000,00
Carybé, Hector Julio Paride Bernabó
MODERNISMO LATIN AMERICA

CARYBÉ (Lanús, Argentina, 1911 - Salvador/BA, 1997)
50 X 35 CM. /74 X 70 CM.
VINIL
"CHEGADA DOS MARINHEIROS"
1986

Em 1928 ingressa na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro.
Foi pandeirista de Carmen Miranda, em Buenos Aires, por três temporadas.
Na Argentina, faz sua primeira exposição , em 1939, no Museu Municipal de Belas Artes, em Buenos Aires.
Em 1945, realiza sua primeira exposição individual no Brasil, na sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil, no Rio de Janeiro.
Em 1951 ganha a Medalha de Ouro da 1ª Bienal Internacional de Livros e Artes Gráficas, pelas ilustrações do livro Bahia, Imagens da Terra e do Povo, de Odorico Tavares.
Em 1952, vai a São Paulo, trabalhar no filme O Cangaceiro, de Lima Barreto. Fez 1600 desenhos de cena (storyboard). Segundo consta, foi a primeira vez na história do cinema em que um filme foi desenhado cena por cena. Carybé foi diretor artístico do filme, tendo também participado dele como figurante.
Em 1955, ganha o 1º Prêmio Nacional na III Bienal de São Paulo.
Em 1958, realiza o mural do Banco Português.
Em 1960, pinta grandes painéis do terminal da American Airlines no Aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque.
Em 1961, é homenageado com Sala Especial na VI Bienal de São Paulo.
Em 1962, faz expõe no Museu de Arte Moderna, em Salvador, e publica o livro As Sete Portas da Bahia.
Em 1963, expõe no Nigerium Museum, e desenha com índios, pássaros e bichos o mapa do Brasil que decorava os aviões Electra II, da Varig.
Nos anos 60, cria os painéis:
de concreto, com 15 por 5 metros, para a fachada de um prédio na praça Castro Alves, em Salvador.
Mural em concreto para a fábrica da Willys, em Recife.
Mural Índios, em óleo sobre madeira, para o Banerj, no Rio de Janeiro;
Mural em concreto, medindo 3 X 36 metros, para Bradesco, da rua Chile, em Salvador,
Orixás, série de painéis em madeira, para o Banco da Bahia.
Em 1966, participa de exposições em Bagdá pela da Fundação Calouste Gulbenkian e Roma organizada por Assis Chateubriand.
Em 1967 recebe o Prêmio Odorico Tavares como Melhor Artista Plástico de 1967.
Em 1968, à rainha da Inglaterra, recebe um quadro de Carybé ofertado pelo governo do Estado da Bahia.
Em 1969 ilustra Ninguém Escreve ao Coronel, livro de Gabriel Garcia Márquez, iniciando uma parceria que levaria todos os livros do autor publicados posteriormente no Brasil a serem ilustrados por Carybé.
Em 1969, viaja com Pierre Verger para o Benin, na África.
Em 1971 Ilustra Cem Anos de Solidão, de Gabriel Garcia Márquez.
Em 1972, pinta o mural Nordeste, em óleo sobre madeira, medindo 3 por 13 metros, para o BNB de Salvador.
Em 1973, é medalha de ouro na 1ª Exposição de Belas Artes Brasil/Japão, em Tóquio, Atami, Osaca, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.
Em 1973, cria o mural da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia em concreto com 11 X 16m, e participa da Sala Especial - Homenagem a Tarsila do Amaral, na XII Bienal de São Paulo.
Em 1974, publica o álbum de xilogravuras Visitações da Bahia e, já em 1976, faz as ilustrações para o livro O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado.
Em 1977, entrega duas estátuas para o Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro
Em 1978 faz o mural Fundação da Cidade de Salvador de 4 X 18m para o Baneb e, ilustra A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água, de Jorge Amado.
Em 1979, faz o mural do Parque da Catacumba, no Rio de Janeiro em concreto de 2,20 por 1,10 metros.
Em 1981, vê mais de 15 mil pessoas comparecerem ao Largo do Pelourinho para comemorar seus 70 anos. Na ocasião, lança o livro Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé da Bahia, fruto de trinta Em 1982, recebe o título de Doutor Honoris Causa, da Universidade Federal da Bahia.
Em 1984, expõe na Cidade do México, no Museo Nacional de Las Culturas.
Realiza exposição individual no Philadelphia Arts Institute, nos Estados Unidos.
Cria a escultura Homenagem à Mãe Baiana em bronze de 3,30 metros em Salvador.
Molda três murais para o Hotel da Bahia em concreto com 108 metros quadrados e pinta outro para o Aeroporto Internacional de Salvador (óleo sobre tela; 2,08 por 5 metros).
Em 1985, ilustra o livro de Pierre Verger.
Em 1986, realiza a exposição Retrospectiva 1936/1986, no Núcleo de Arte do Desembanco.
Em 1989, faz uma mostra individual no MASP
...
R$ 27.000,00
Bruno Giorgi
MODERNISMO ESCULTURAL - ACADÉMIE DE LA GRANDE CHAUMIÈRE E ACADÉMIE RANSON.

Bruno Giorgi
56 x 18 x 18 cm.
Busto em mármore rosa
Assinado por extenso
Procedência Galeria Dom Quixote RJ.

Em Paris 1937 frequenta a Académie de la Grande Chaumière e a Ranson, aluno de Aristide Maillol, conviveu com Henry Moore e Charles Despiau.

Em 1939 integra-se ao movimento modernista brasileiro com Vitor Brecheret e Mário de Andrade. Trabalhou com os artistas do Grupo Santa Helena
Participou da exposição do Grupo Família Artística Paulista.
R$ 36.000,00
Em cada galeria
partners
visit
PRÓXIMOS LEILÕES
QUINTA-FEIRA, ÀS 15:00H (lotes 811 a 1068)
Galeria Valdir Teixeira
Hoje, 15:00hs
Leilão de Arte Online
Arte 7 Escritório de Arte
Hoje, 20:30hs
Contact
Horário de Atendimento: 08 às 12h e das 14 às 18h
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2020) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.