I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
languages
log in
subscribe
Galeria Paiva Frade
Auctioneer: Alexandre Paiva Frade
ARTE ATEMPORAL
19 de May às 20:30h
20 de May às 20:30h
Description
Pintores Viajantes do período imperial; Pintores Medalhistas da Academia Imperial e Escola Nacional de Belas Artes; Pintores das coleções italianas em São Paulo do inicio do século XX; Pintores dos movimentos modernistas e pós-modernista; Oratório e Documentos Imperiais; Prataria inglesa, portuguesa e brasileira; Porcelanas Cia da Indias. Arte Sacra. Art Nouveau e Art Deco. Esculturas e Antiguidades.
IMPORTANTE: Esse leilão será apregoado A VISTA. MODALIDADES: DEPÓSITO BANCÁRIO. Entre em contato: (35) 3332 4150. No caso de arrematação os valores deverão ser quitados, em até 72 horas, após recebimento do E-MAIL DE COBRANÇA. O não cumprimento do prazo previsto, Leiloeiro dará por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrará sua comissão e a dos organizadores. DÚVIDAS POR FAVOR CONTATE: (35) 3332- 4150.
Categories
Pagination
Sort
Display
33
BRASÃO ANNO 1695 OBIIT. 11 NOVEM.
Original em pergaminho de época aquarelado e emoldurado, século XVIII.
Medidas: 49 x 41 cm. / 70 x 62 cm.
34
BRASÃO ANNO 1700 OBIIT. 18 MEY.
Original em pergaminho de época, aquarelado a mão e emoldurado, século XVIII.
Medidas: 49 x 41 cm. / 70 x 62 cm.
35
POTICHE EM PORCELANA Zhongguo Jingdezhen Zhi
DECORAÇÃO FAISÃO E FILHOTE.
Selo vermelho ao fundo de Zhongguo Jingdezhen Zhi
Jingdezhen - China.
Cerca de 1970
Medidas: 31 x 22 x 22 cm.

Esta é uma peça que tem o selo vermelho “Zhongguo Jingdezhen Zhi”.
A porcelana Jingdezhen é produzida em ou perto de Jingdezhen, no sul da China. Há uma rica história nesta área que remonta a 1004. Embora tenha o nome do nome do imperador Zhenzong, durante seu reinado esta área tornou-se um importante local de fornos e produção de porcelanas.

No século 14, tornou-se o maior centro de produção de porcelana chinesa, e assim permaneceu, aumentando seu domínio nos séculos subsequentes.

Produziu uma grande variedade de cerâmica e porcelana de alta qualidade devido a sua localização numa região vulcânica possui os depósitos de caulim de melhor qualidade na china.

36
POTICHE EM PORCELANA Zhongguo Jingdezhen Zhi
DECORAÇÃO PAVÃO E PEÔNEAS.
Selo vermelho ao fundo
Jingdezhen - China.
Cerca de 1970
Medidas: 31 x 22 x 22 cm.

Esta é uma peça que tem o selo vermelho “Zhongguo Jingdezhen Zhi”.
A porcelana Jingdezhen é produzida em ou perto de Jingdezhen, no sul da China. Há uma rica história nesta área que remonta a 1004. Embora tenha o nome do nome do imperador Zhenzong, durante seu reinado esta área tornou-se um importante local de fornos e produção de porcelanas.

No século 14, tornou-se o maior centro de produção de porcelana chinesa, e assim permaneceu, aumentando seu domínio nos séculos subsequentes.

Produziu uma grande variedade de cerâmica e porcelana de alta qualidade devido a sua localização numa região vulcânica possui os depósitos de caulim de melhor qualidade na china.
37
China- Dinastia Qing, reinado Jiaqing (1796 - 1820). Potiche em Porcelana Companhias das Índias, moldado no formato das peças do período Song, padrão Macau nas cores azul e branco com motivos florais, tampa com pega no formato de pinha, pintura com motivos de libélulas. Apresenta desgaste da esmaltagem na pega da tampa.
Base de madeira bois-de-rose entalhada. Medidas:25x22x22 cm.
38
Companhia das índias - final da época Quien Long
Bowl em porcelana, decoração de peônias e borboletas em azul cobalto e ouro.
Medidas: 11 x 26 x 26 cm.

O Imperador Qianlong 乾隆 reinou de 1736 a 1795
O Imperador Qianlong viveu 87 anos, o que o tornou o imperador que viveu mais tempo na China. Elereinou por 61 anos, tornando-se o segundo imperador com reinado mais longo.
47
IMAGEM INDO PORTUGUESA DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS. SÉCULO XIX. Esculpida em MONOBLOCO de Jacarandá. São de marfim: Rosto, pescoço com colar sobre o colo e mãos. Duas madeixas escapam pelas laterais do véu, e a madeira é tingida. Medalhão doS Mercedários, SOBRE O PEITO, ARREMATA A CAPA.
MEDIDAS: 52 x 30 x 14 cm.

ATRIBUTOS PODEM SER ACRESCENTADOS: (...) Na mão direita escapulário em tecido, na esquerda correntes(...), "Coroa de 12 estrelas".

Demonstrando feição de assistência aos suplicantes. Seu olhar é expressivo e direcionado.
As mãos abertas fletidas ao tronco insinuam acolhimento e proteção aos aflitos sob o seu manto.

DA DEVOÇÃO: No ano, 1218. Durante a invasão moura na Espanha ( Muçulmanos ), os cristãos estavam sendo perseguidos, e muitos eram escravizados. Numa noite, São Pedro Nolasco, São Raimundo de Peñafort, um teólogo, e o rei de Aragão, Dom Jaime I tiveram o mesmo sonho. No sonho, apareceu a Virgem, dizendo-lhes para fundar uma ordem com o objetivo de proteger os cristãos e libertar os fiéis cativos. Pedro Nolasco e o teólogo, Raimundo, descobriram que tiveram o mesmo sonho, e ambos pediram a permissão do rei para fundar a ordem, e para sua surpresa, o rei também tivera o mesmo sonho. Então foi criada a Ordem Real, Celestial e Militar de Nossa Senhora das Mercês para a Redenção dos Cativos, e Pedro foi nomeado o grão-mestre da Ordem, sendo canonizado com o nome de São Pedro Nolasco. E assim, a devoção à Virgem das Mercês foi se espalhando por toda a Europa.

Se olhar no dicionário, a palavra mercê possui diversos significados. Um deles diz que mercê é um favor, um benefício, podendo associar a Maria, que doa benefícios aos seus filhos, devotos. Outro significado já se remete a disposição que Maria de coloca diante de seus filhos, principalmente, na intenção de aproxima-los de Jesus Cristo.

Mercê é uma palavra do português arcaico e significa Favor, graça, benefício, perdão, indulto. Este último significado é relevante há história de Nossa Senhora das Mercês, pois significa libertação.

Segundo a tradição, a Virgem Maria apareceu a São Pedro Nolasco, em Barcelona, dando-lhe a missão de libertar os cristãos cativos, transformando o trabalho que já fazia numa ordem religiosa que se espalhou por todo o mundo.
48
MESTRE SANTEIRO MINEIRO, SÉCULO XVIII- São Sebastião - Madeira entalhada, carnada e policromada. Peça rara e de extrema imponência. Resplendor em prata. Acompanha peanha contemporânea à peça em madeira entalhada com resquícios de pintura. . MEDIDAS: Imagem 67x40x18cm. PEANHA: 25X32X21 CM. ALTURA TOTAL: 92 CM.
49
NOSSA SENHORA - IMAGEM DE ROCA - Braços articulados nos ombros e cotovelos, pés a mostra. Olhos de vidro. Carnada e policromada tradicionalmente com cola animal e pigmentos minerais. MEDIDAS: 63
X 18 X 11 CM.

DA ORIGEM: As imagens de roca aparecidas no séc. XVI na Espanha e Portugal chegaram ao Brasil no século seguinte. Bem aceitas pela devoção popular, tinham o volume e a leveza
necessária as IMAGENS PROCESSIONAIS, que saíam em ANDORES nas PROCISSÕES pelos arraiais.

ORIGEM ETIMOLÓGICA DA PALAVRA “ROCA”: Aparelho mecânico para fiar, ROCA, do gótico Rukka, é uma vara de madeira rachada em quatro a uma certa distância da parte superior. Tem as extremidades um bojo em que se enrola a rama do linho, de lã de algodão, destinada a ser reduzida a fio.
As IMAGENS DE ROCA PARA VESTIR, é uma união de sarrafos que, pregados em uma base, vão se unindo em forma quase piramidal até a cintura que é encoberto por alguma vestimenta. Nas imagens de roca são esculpidas somente o rosto e as mãos, formando o restante da anatomia, a estrutura de madeira .
50
VERO ÍCONE- "O SUDÁRIO DE VERÔNICA", também conhecido como "A Sagrada Face".
PINTURA ESPANHOLA SOBRE COURO, SÉCULO XVIII.
Medidas: 33 x 26 cm /56 x 48 cm.
Óleo sobre couro, montado em madeira de Pinho de Riga.
Moldura original em madeira de Pinho de Riga, entalhada, dourada e policromada. Cravos em ferro fundido. Já sofreu ataque de insetos xilófagos. Consta de vidro frontal para proteção.
Sem assinatura, consta no verso a inscrição: "Manuel Garcia Sandalio".

56
Mestre Santeiro Mineiro- séc. XVIII-
SANTO ANTÔNIO DO MENINO JESUS.
Imagem em monobloco de cedro, entalhado, policromada e dourado, olhos de vidro, feições serenas e cabelos em tonsura. O hábito é recoberto de folhas de ouro esgrafiadas. Na mão esquerda, sentado sobre o livro, com a genitália amostra, o MENINO DEUS- "SALVATORI-MUNDI" com o orbe terrestre nas mãos. Peanha retangular, almofadada, chanfrada, perolada, marmorizada e faiscada.
Na mão direita falta o "Ramo de lírios", símbolo da pureza, mas conserva o resplendor em prata portuguesa estilo D. João V. Altura com resplendor de prata: 56 cm. Medidas da imagem: 47 x 18 x 13 cm.
57
Mestre Santeiro Mineiro - Séc. XVIII- Imagem de SANTA RITA DE CÁSSIA, em madeira entalhada, carnada, policromada, olhos de vidro. Em monobloco de cedro, base mãos postas. Iconografia Barroca: mãos postas, semblante piedoso, olhos amendoados, sobrancelhas em arco,mangas exageradamente largas, véus esvoaçantes. Policromia tradicional: Pigmentos naturais, Pastiglio nos trajes, folhas de ouro, Esgrafiado. Base marmorizada e faiscada, com pinos de encaixe. MEDIDAS: 49 x 23 x 16 cm.

DA DEVOÇÃO: “Advogada das causas impossíveis”- Roccaporena, perto de Cássia, região da Umbria, Itália. (1381- 1457)
58
SAN GENARO- BUSTO RELICÁRIO DO SANTO BISPO DE NÁPOLES
ITÁLIA SÉCULO XVIII.
ESCULTURA EM COBRE, Cabeça e Anjos em bronze maciço.
MEDIDAS: 36 x 29 x 23 cm. Base ladeada por dois anjos
RESERVA FRONTAL: Cena da decapitação em frente ao Imperador Diocleciano em 305 d.C.
CAPA:presa por arremate com pedraria,VERSO: “O olho que tudo vê”, no triângulo, representação da GNOSE, criação do mundo por DEUS.

A ORIGEM DO BUSTO RELICÁRIO : O Rei Carlos II, contratou três ourives franceses para fazer um busto - relicário que guardasse a cabeça e sangue do Santo. 
Concluído em 1305, foi exposto para veneração pública. Carlos II, Filho do conquistador de Nápoles em 1.266, Carlos I, estabeleceu um governo que duraria quase 200 anos.
O presente deu início à tendência: Papas, imperadores, reis, chefes de Estado, aristocratas e pessoas comuns doariam oferendas votivas ao santo. 
“O TESOURO DE SAN GENARO” consta atualmente de 21.000 objetos, uma coleção tão valiosa que eclipsa até mesmo as jóias da coroa do Reino Unido.

O MILAGRE: 17 de agosto de 1389, a primeira ocorrência registrada do sangue ressequido de 1.000 anos que se liquefez milagrosamente quando foi erguido durante uma procissão. A população pedia ao Santo que ajudasse a acabar com a fome que estava devastando a cidade. “O MILAGRE DE SAN GENARO”, como ficou conhecida a LIQUEFAÇÃO , tornou-se um ritual regular. Até hoje, três vezes por ano, o arcebispo de Nápoles celebra uma missa durante a qual as ampolas são expostas com seu conteúdo seco e pulverulento e, em seguida, exibidas novamente quando o conteúdo se torna líquido.
59
ORATÓRIO LAPINHA, MINAS GERAIS, Quadrilátero ferrífero, SÉCULO XVIII.
CENA DA NATIVIDADE-PRESÉPIO. Da esquerda para direita: Os três Reis Magos, José ,Maria e o Menino Jesus deitado na manjedoura. Dois pastores. Imagens esculpidas em talcita ou silicato de magnésio de cor leitosa, como uma porcelana, muito utilizada neste tipo de oratório, para dar mais graça, leveza, sobriedade, em conformidade com a plástica Rococó, em substituição das esculturas de madeira, pesadas e coloridas do Barroco. A caixa é de "talha baixa", Estilo português D. José I, encimada por penacho concheado, laterais epés frontais em rebuscadas volutas. Frontão de cor verde e aplicação de folhas de ouro. Medidas: 39 x 31,5 x 12,5 cm.
60
ORATÓRIO LAPINHA, MINAS GERAIS, Quadrilátero ferrífero, SÉCULO XVIII.
Crucificado ao centro. Da esquerda para direita: Santo Ivo, Nossa Senhora das Dores, ambos sobre peanha trapezoidal vermelha. ABAIXO: São Sebastião (sobre base rochosa), Santa Rita de Cássia, São João Evangelista (ambos sobre base marmorizada e faiscada). O CRISTO possui falta dos braços e das pernas abaixo dos joelhos. O madeiro é em galho verde rústico; está bem preservado o filactério.
Imagens esculpidas em talcita ou silicato de magnésio de cor leitosa, como uma porcelana, muito utilizada neste tipo de oratório, para dar mais graça, leveza, sobriedade, em conformidade com a plástica Rococó, em substituição das esculturas de madeira, pesadas e coloridas do Barroco.
A caixa é de "talha rasa",pintura interna em "Rosinhas de Malabar" e plumagens, é finamente executada à têmpera sobre fundo rosado. Medidas: 39 x 20 x 8 cm.
61
ORATÓRIO LAPINHA MINAS GERAIS, Quadrilátero ferrífero. SÉCULO XVIII.
PARTE INFERIOR:N. Sra. da “Boa Morte” ou N. Senhora da Ascenção.
PARTE SUPERIOR:Santa ????? Sem policromia , Palma na mão direita; N. Sra da Soledade ou Nossa Sra das Dores; Imaculada Conceição e São José.
Imagens esculpidas em talcita ou silicato de magnésio de cor leitosa, como uma porcelana, muito utilizada neste tipo de oratório, para dar mais graça, leveza, sobriedade, em conformidade com a plástica Rococó, em substituição das esculturas de madeira, pesadas e coloridas do Barroco.
A pintura interna é finamente executada à têmpera sobre fundo Azul Celeste. No centro um Resplendor raiado, abaixo "Rosinhas de Malabar". A caixa é em "talha rasa", Estilo português D. José I, encimada por penacho concheado, laterais e pés frontais em rebuscadas volutas. Frontão de cor verde e aplicação de folhas de ouro.
Medidas: 63 X 23 X 10 CM.


62
FAMILIA IMPERIAL - D. JOÃO VI

Retábulo no formato de tríptico em caixa de madeira e prata lavrada, cinzelada e guilhochada. Representando "Crucificação". Europa, Séc. XVII.
Coleção Imperial desde D. João VI, com recibo do Príncipe D. Afonso Bourbon de Orleans e Bragança.
Guarnecia o Palácio GrãoPará.
Procedência: Acervo da Família Imperial Brasileira, acompanha documento de transferência, vide foto.
Medidas: 40 x 37 cm; fechado: 40 x 18,5 cm.
64
Ministério dos Negócios da Fazenda no Império

Rio de Janeiro, 31 de janeiro de 1888

Descrição da peça: Oficio informativo datado de 31 de janeiro de 1888 (mesmo ano da assinatura da LEI AUREA) e escrito por F. BEBIANO SOARES DE SOUSA com o objetivo de informar ALEXANDRE AFONSO DA ROCHA SATAMINI sobre sua designação como novo inspetor da alfandega do Rio de Janeiro durante o período de impedimento do respectivo servidor o CONSELHEIRO CARLOS FRANCISCO DE SAMPAIO VIANNA.

Transcrição do Documento:

Ministério dos Negócios da Fazenda

Rio de janeiro, 31 de janeiro de 1888

Tenho resolvido designar a (...) para servir intensivamente o lugar de inspector da alfandega do rio de janeiro, durante o impedimento do respectivo serventuário, conselheiro carlos Américo de Sampaio vianna assim lh’o comunico para seu conhecimento e devidos effeitos
Deus Guarde a(...)

F. BEBIANO SOARES DE SOUSA

ALEXANDRE AFFONSO DA ROCHA SATAMINI

Papel com marca d’agua : GL

Medidas: 35 x 23 cm.
65
MISSÃO OFICIAL DO GOVERNO IMPERIAL DO BRASIL
Documento escrito em Francês, assinado pelo designado RÉGIS DE OLVEIRA ostentando o carimbo da legação imperial do Brasil na França (Estrutura diplomática abaixo da Embaixada). Papel timbrado com o Brasão Imperial e de posse pessoal de ALEXANDRE AFFONSO DA ROCHA SATTAMINI, datado de 1876 que objetivava guarnecer o passe livre do COMANDANTE SATAMINI em território francês declarando este em MISSÃO OFICIAL DO GOVERNO IMPERIAL DO BRASIL na Europa, pedindo ainda que lhe fosse dado ajuda e assistência sendo que também portava um passaporte assinado pelo redator deste.

Transcrição do Documento:
Au nom
de
Sa Majesté l'Empereur du Brésil
nous
son envoyé extraordinaire et ministre plénipontaire
en france

Prions ex requerons tous ceux a qui il appadiendra de laisser surement et librement passer monsieur le commandeur da rocha satamini, employé superieur de la douane, chargé d'une mission du governement bresilien en europe, se rendant a sans lui donner ni souffrir qu'il lui soit donne aucun empechement mais au contraire dede lui accorder aide et assistance au lesoin
En foi de quoi nous l’avons muni du présent passeport par nous signe sous l'empreinte de nos armes.

fait à Paris, le 3 octobre 1876.

par ordre de l'olivier attaché de légation.



Papel carimbado: LEGATION IMPERIALE DU BRÉSIL EN FRANCE

Medidas: 41,5 x 27 cm.
66
Descrição do documento: NOTA de JOAQUIM RIBEIRO DE AVELAR (PRIMEIRO E ÚNICO VISCONDE COM GRANDEZA DE UBÁ) que declara o nascimento de BERTHOLINA, sendo filha de sua ESCRAVA de nome CÂNDIDA, e nascida liberta pela LEI DO VENTRE LIVRE, declarada 2 anos antes desta nota datada de 1873. O documento ostenta inscrições na parte superior e inferior à impressão.

Transcrição do documento:

Declarou que havia desistido dos serviços em 20 de abril de 1885

NOTA N. 1064
(Art. 6 do regulamento n. 4,835 do 1 de dezembro de 1871)

JOAQUIM RIBEIRO DE AVELLAR, residente neste município, declara que no dia 12 de maio de 1873 nasceu de sua escrava, Solteira de nome CANDIDA, CABRAL, MUCAMBA que se acha matriculada com os ns.11:119 da matricula geral do município e 453 da relação apresentada pelo mesmo AVELLAR, uma criança de côr parda do sexo feminino que a de ser baptizada com o nome de Bertholina.

Província do Rio de Janeiro
Município de Vassouras
Parochia de N.S. da Conceição de Pati do Alferes
15 de junho de 1873
JOAQUIM RIBEIRO DE AVELLAR


Medidas: 39 x 43 cm.
67
Descrição do documento: certificado escrito por MANUEL LUIZ COIMBRA, que certifica o Matrimônio entre ALEXANDRE AFFONSO DA ROCHA SATTAMINI e IZABEL ADELAIDE DOS SANTOS MARQUES datado de 7 de outubro de 1866. Carta em papel original da marca MAURÈLE que ostenta em marca d’agua o brasão imperial e referente da lei do selo fixo de 1850, feito para amplificar a arrecadação do imposto do selo no brasil já no próprio papel.

Papel com marca d’agua: Brasão Imperial, “SELLO FIXO DFECRETO N 681 DE 10 DE JULHO DE 1850 IMPÉRIO DO BRASIL 1860 MA.

Transcrição do documento:

“Certifico que segundo o livro desta matris de Santo antonio em que se lanção os termos de casamento de pessoas livres {...}

Sto Antonio 7 de outubro de 1866, O COADJUTOR MANUEL LUIZ COIMBRA.

Medidas: 33 x 22 cm.
68
Descrição do documento: Ofício de promoção de ALEXANDRE AFONSO DA ROCHA SATTAMINI do cargo de segundo conferente da alfandega do rio de janeiro para o cargo de primeiro conferente da mesma. Datado do ano de 1870 o documento é assinado por DOM PEDRO II, IMPERADOR DO BRAZIL, e por FRANCISCO SALLES TORRES HOMEM, o VISCONDE DE INHOMIRIM, que foi o responsável pelas mais duras críticas ao sistema Monárquico no panfleto “o Libelo do Povo” sendo o Primeiro SENADOR NEGRO do império e também considerado o homem negro mais proeminente da politica de sua época, tendo participado das discussões da lei do ventre livre e mais tarde agraciado com o titulo de VISCONDE DE INHOMIRIM e ocupando o cargo de ministro da fazenda na gestão anterior á do VISCONDE DO RIO BRANCO. O documento ostenta anotações diversas no verso de autores distintos.


Transcrição do documento:

Hei por bem nomear o Segundo Conferente da Alfandega do Rio de Janeiro ALEXANDRE AFONSO DA ROCHA SATTAMINI para o lugar de Primeiro Conferente da mesma alfandega.
Francisco de salles torres homem, Conselheiro d’estado, senador do império , ministro e secretário d’estado dos negócios da fazenda e presidente do tribunal do thesouro nacional, afim tenha entendido e o faça executar. Palácio do Rio de Janeiro, vinde quatro de dezembro de mil oitocentos e setenta, quadragesimo nono da independencia e do império.

COM A RUBRICA DE SUA MAJESTADE O IMPERADOR DOM PEDRO I

FRANCISCO DE SALLES TORRES HOMEM

Cumpra-se. Rio, 24 de dezembro de 1870.
TORRES HOMEM


VERSO:

Grafias diversas e cores diferentes.

Papel almaço Timbrado: Secretaria da Fazenda

MEDIDAS: 37 X 24,5 CM. Folha Dupla

69
Documento escrito à mão, cujas palavras estão atribuídas a DOM JOÃO VI sendo mencionado no documento como “Eu o PRÍNCIPE REGENTE faço saber {...}”, e datado do ano de 1811, período no qual o monarca encontrava-se no Brasil (Até então REINO UNIDO DE BRAZIL PORTUGAL E ALGARVES) e 5 anos antes de ser coroado REI. O documento aparenta fazer parte de um complexo maior escrito em formato de ata, cujas folhas são enumeradas ‘’373’’, ‘’374’’ e ‘’375’’ escritas em frente e verso apresentando 3 textos distintos, além de uma página não numerada em branco. As páginas são do papel italiano GIOR MAGNANI (autenticado por sua marca d’agua que ostenta seu brasão e nome), esta marca era muito bem quista pelos nobres da época e para redigir documentos oficiais. Tanto, em 1810 o famoso papel produzido por Cartieri Magnani foi utilizado por NAPOLEÃO BONAPARTE em seus convites de casamento real com Maria Luiza da Áustria.



O documento ostenta passagens:

“Eu o Príncipe Regente faço saber aos que este alvará virem:{...}”

“{...} Aos 23 de Julho de 1811 = Foi proposto que havendo variedade de julgar quando alguns dos devedores {...}”


Papel com marca d’agua: GIOR MAGNANI e Brasão.

Quatro Folhas

MEDIDAS: 29 x 20,5 cm.
70
Transcrição dos cartões de Isabel Condessa D`eu



Cartão 1:


Descrição da peça: Carta resposta escrita por ISABEL, CONDESSA D’EU, Ex PRINCESA ISABEL DO BRASIL, em 1901 para sua afilhada de alcunha ‘’MARICAS’’; Na carta escrita à próprio punho a condessa agradece as felicitações prestadas por maricas à possível comemoração aos 10 anos do Título de PRINCIPE IMPERIAL DO BRASIL, concedido à seu primogênito DOM PEDRO DE ALCANTARA DE ORLEANS E BRAGANÇA, o qual viria a abdicar da totalidade de seus direitos sete anos depois, originando os atuais ramos dinásticos do Brasil em Petrópolis e em Vassouras. O ano de 1901 foi um conturbado período de acontecimentos históricos como as mortes de JANUÁRIA DE ORLEANS, filha de DOM PEDRO I, e da grande RAINHA VITÓRIA da Inglaterra, além de ser o ano dos grandes avanços na aviação e a volta da torre Eiffel no incrivelmente rápido Dirigível número 6 de ALBERTO SANTOS DUMONT, na corrida do prêmio DEUTSCH, sendo o mesmo período em que o grande aviador se tornaria amigo íntimo de ISABEL, CONDESSA D’EU.



Interior do Cartão:

26 de julho de 1901

Minha querida afilhada

Muito lhe agradecemos e a seu marido as felicitações pelo dia do amado Príncipe, e ao mesmo tempo lhes faremos as ........ pelo nascimento de seu filhinho Anton. Eduquem a ... de modo a serem um dia fervorosa catholica e .... brasileira
Aceite minha querida marica
muitas saudades, e creia-me sempre sua madrinha muito affeiçoada
ISABEL CONDESSA D’EU


Papel com marca D’agua: ( St. GEORGE’S) Ostentando monograma com as letras ‘’M’’, ‘’Í’’, ‘’P’’.

Medidas: 17,5 x 22,5 cm.
71
Cartão 2:

Descrição do documento: Carta escrita por ISABEL, CONDESSA D`EU, Ex PRINCESA ISABEL DO BRASIL, em 1917 (Quatro anos antes de sua morte, e um ano antes do fim da primeira GRANDE GUERRA) à sua afilhada de alcunha ‘’MARICAS’’. Na carta escrita à próprio punho ISABEL CONDESSA D’EU presta seus sentimentos ao falecimento da mãe de Maricas. Demonstra também o documento uma amizade intima e afetuosa correspondida por no mínimo 16 anos. A carta foi enviada do Chateau d`Eu (SEINE INFÉRIEURE, NORMANDIA, Lugar que mais tarde teria seu nome mudado para SEINE MARITIME) Propriedade antes pertencente ao avô de seu marido o REI LUÍZ FILIPE I DA FRANÇA, adquirida por seu marido LOUIS PHILIPPE MARIE FERDINAND GASTON, o CONDE D`EU, em 1905 onde passam a residir até os dias de seu falecimento.
Interior do Cartão:

8 de novembro de 1917

Minha querida Maricas,

O príncipe já escreveu ao Jeronymo, não quero porém deixar de agradecer ..... sua .... boa casta, e dizer-lhe em mesma quanto sentimos o falecimento de sua querida mãe, nossa ... boa amiga! DE todo coração pedimos à Deus por ella e pensamos muito em você e partilhamos sua ... gratidão! Sua madrinha e amiga muito de coração

ISABEL CONDESSA D`EU

Lembranças afetuosas a seu marido e filhos.

Papel timbrado: E.U (seine inférieure)

Medidas: 17 x 24 cm.
72
Descrição do documento: Carta do Ministério dos Negócios da Fazenda escrita para o presidente da província do Piauhy comentando um artigo do jornal O DIÁRIO DO RIO DE JANEIRO (o primeiro jornal diário a ser publicado no país a partir de 1 de junho de 1821), acerca do discurso do SENADOR DE PARANAGUÁ. Datada em 7 de julho de 1873 e assinada pelo então ministro da fazenda e presidente do conselho de ministros JOSÉ MARIA DA SILVA PARANHOS, O VISCONDE DO RIO BRANCO, pai de JOSÉ MARIA DA SILVA PARANHOS JÚNIOR, O BARÃO DO RIO BRANCO.

Transcrição do documento:
Ministério dos Negócios da Fazenda
Rio de Janeiro 7 de junho de 1873

.......
Transmito a Vs. Ex.a o exemplar ... os “Diário do Rio de Janeiro “de hoje , a fim de que temos em vista o discurso o Sr. Senador de Paranaguá, ..... no mesmo diário, relativamente às fazendas mencionadas existentes ... província, se sirva prestar-mo as informações que puder sobre semelhante ....
Deus Grande a V. Ex.a
VISCONDE DO RIO BRANCO
.... Presidente da província do Piauhy

MEDIDAS: 35,5 x 36 cm.

73
Descrição do documento:
Ofício datado de 1825, escrito por JOAQUIM PEREIRA DE CAMPOS e assinado por MARIANO JOSÉ PEREIRA DA FONSECA, O MARQUÊS DE MARICÁ. Escrito em nome do IMPERADOR DOM PEDRO I, o documento objetivava recolher aos cofres públicos emolumentos do império citando a nova constituição de 1824 que entrava em vigor e a constituinte de 1823 que estabelecia a soberania das leis criadas por DOM PEDRO I desde 1821.

O nome de MARIANO JOSÉ PEREIRA FONSECA consta na lista dos conspiradores da INCONFIDÊNCIA CARIOCA em 1771, que foi um movimento de intelectuais da Academia Científica do Rio de Janeiro onde se discutiam assuntos filosóficos e políticos, semelhantemente ao que ocorria na Europa na mesma época; Após sua juventude liberal, Mariano Fonseca se torna conservador e assume diversos cargos no serviço régio a partir de 1808. Declarada a INDEPENDÊNCIA DO BRASIL foi Ministro Secretário de Estado dos Negócios da Fazenda, Conselheiro de Estado e SENADOR DO IMPÉRIO DO BRASIL da primeira até a sétima legislatura. Como agradecimento por seu trabalho como UM DOS REDATORES DA CONSTITUIÇÃO DE 1824 foi agraciado por DOM PEDRO I com o título de VISCONDE DE MARICÁ em 1825 e elevando-se à MARQUÊS no ano seguinte.

Transcrição do documento:

Mariano José Pereira da Fonseca, do Concelho de estado de sua Majestade Imperial, Ministro e Secretário de estado dos Negócios da Fazenda, e Presidente do Tesouro publico. Faço Saber á junta da fazenda pública da provincia do piauhy: Que sua Majestade O Imperador, por sua imediata resolução{...}

{...} MARIANO JOSÉ PEREIRA DA FONSECA.

VERSO:

Cumpra-se e resgiste-se. O... do Piauhy 11 de junho de 1825= 4º da Independencia do Império

LUIZ P. BARATA, MANUEL LUIS OSÓRIO

Redigida ap..26.. do logo de ordens Imperiaes Secretaria da junta de Ordens do Piauhy, 8 de junho de 1825.

No verso o documento é assinado por MANUEL LUIS OSÓRIO, O MARQUÊS DE HERVAL (Que foi Marechal do Exército e herói condecorado da GUERRA DO PARAGUAY, sendo considerado o patrono da arma da cavalaria Brasileira).
O documento é redigido em uma folha AO MASSO da marca GIOR MAGNANI, de origem Italiana.

Papel com marca d’agua: GIOR MAGNANI AO MASSO
Papel Duplo.
Medidas: 21 x 30,5 cm.
74
Descrição do documento: Oficio em nome de DONA MARIA I, RAINHA DE PORTUGAL, escrito para o então governador da capitania do Piauí, cujo objetivo era designar JOSÉ FRANCISCO DA CORTE REAL, para o cargo de secretário do concelho ultramarino, Assinado pelo redator e por LUÍS D'ALBUQUERQUE DE MELLO PEREIRA CACERES(administrador colonial da época, foi o quarto GOVERNADOR E CAPITÃO GENERAL DA CAPITANIA DO MATO GROSSO, sendo chamado de "O mais ambicioso Governador Português";O documento possui a mesma data do ano de sua morte, 1797). Papel com marca d’agua: HCW ZOONEN, Brasão, contendo um X ao centro, com as letras HCW e abaixo as letras zoonEN. e ao alto uma árvore. Papel proveniente da Holanda utilizado pela administração portuguesa no século XVIII, Fazendo parte do arquivo histórico ultramarino


Transcrição do documento:

“Dona Maria por graça de Deos Raynha de Portugal e Algarves, d’aquem e d’alem mar em affrica Senhora de Guiné faço saber a vós governador da capitania do piauhy: que por parte de Francisco da silva corte real conselheiro do meu conselho ultramarino{...}

fez escrever

José Xavier da cunha d’eça telles de menezes carvalho Luis d’albuquerque de mello pereira caceres

... Des... do conselho ultramarino de 18 de março de 797.

Papel com marca d’agua: HCW ZOONEN

MEDIDAS: 35 x 22,5 cm.
75
Descrição do documento: Circular do Ministério dos negócios da Guerra destinado ao presidente da província do piauí, datado em 15 de Março de 1856 e assinado pelo MARQUÊS DE CAXIAS (que mais tarde se torna o DUQUE DE CAXIAS, sendo o único homem a receber este titulo no governo de D. PEDRO II), já sendo neste período marechal do exército e MINISTRO DA GUERRA DO BRASIL. O documento tem por objetivo relatar a aprovação do ingresso voluntário de menores de 18 anos nos corpos do Exército.


Transcrição do documento:
Rio de Janeiro Ministério dos Negócios da guerra
Em 15 de março de 1856

Ilustre Exmo Pres
“Autorisando o Alvará de 16 de março de 1757 a admitirem-se nos corpos do exército com praça de cadete, indivíduos, no caso de o serem, que tenham completado 15 anos de idade; {...} determina que eles passem a perceber a dita gratificação especial logo que completarem os referidos 18 anos, {...}”
MARQUES DE CAXIAS

MEDIDAS: 31,5 X 22 CM.
76
Descrição do documento: Carta assinada por RIO BRANCO, com o objetivo de informar ALVARO DE ASSIS OSÓRIO MENDES (Governador do estado do Piauí de 1904 a 1907) a nomeação de JOAQUIM ANTÔNIO DOS SANTOS para VICE-CONSUL DE PORTUGAL na Paraíba, pedindo que tome providencias para o reconhecimento do mesmo em seu estado.


Transcrição do documento:

Rio de Janeiro Ministério das Relações
Exteriores 28 de Agosto de 1905

Sr. Governador,
Tenho a honra de comunicar a V. Ex que foi concedido exquatur á nomeação do Sr. JOAQUIM ANTONIO DOS SANTOS para Vice-Consul de Portugal em parahyba.

Rogando a Vs. Ex. que se digne de providênciar para o reconhecimento do Sr. Santos, aproveito o ensejo para lhe reiterar os protestos de minha alta estima e mui distincta considederação.
RIO BRANCO

Ao S. Ex o Sr. Governador do Estado do Piauhy.

Documento carimbado
MEDIDAS: 34 X 22 CM.
Pagination
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2021) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.