I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
There are no pieces in the current auction.
The list below shows the past auctions.
Auctioned Pieces
Sort
Display
326
Conjunto para escritório, de bronze dourado, composto por bandeja apoiada sobre base de granito verde rajado, tinteiro, mata borrão, abridor de carta, recipiente para cartões e o peso para papéis; bandeja medindo 29 x 18 x 7 cm de altura; nas peças assinatura E. Famin / France. França, séc. XX.
52
C. FERNANDEZ - Antiga escultura em bronze patinado sobre base de mármore negro; Representando Madona; Assinatura: parte de trás; Medidas: 39x14x6 cm.
90
KRAJCBERG NATURA, textos por Ântonio Houaiss, Pierre Restany e João Meireles Filho, fotos pelo genial Frans Krajcberg. Editora INDEX. Capadura, formato 29x31cm, 142 páginas - Livro raro, Tiragem 5.0000 exemplares
124
Volpi - Absorção e Intimismo apresenta um conjunto de 32 pinturas realizadas pelo artista entre o fim da década de 1950 e o início dos anos 1970, obras, em sua maior parte, provenientes de acervos particulares. As pinturas revelam faces da obra de Volpi ainda inexploradas pelo público e dão aos leitores a possibilidade de conhecer a diversidade de suas criações - Formato: 27x22cm, ricamente ilustrado, 99 páginas.
5
SATZUMA - JAPAN-. (6) XÍCARAS COM PIRES, "casca de ovo". Pintura manual em esmaltagem de alto relevo figurando entidade com instrumento de percussão. Cor predominante: azul. Marcada ao fundo em ideogramas. Década de 1940. No estado: um pires consta restauro. Medidas:6X13X13 cm.
9
Centro de mesa Murano Italy Vintage 1950. Degradê laranja-vermelho, doublé e bolhas. Medidas: 13 x 22 x 22 cm.
10
Vaso MURANO-ITALY, década de 1960. Tonalidade rosa. Todo trabalhado em drapeados e bolhas de ar. Medidas: 19x17x17 cm.
11
Grande vaso MURANO-Itália, década de 1960. Tonalidades do amarelo âmbar ao verde esmeralda. Todo trabalhado em caneluras, bolhas, boca debruada e recortada. Peso: 5,074 g. Medidas: 31 x 29 x 29 cm.
13
LOETZ - AUSTRIAN IRIDISCENT GLASS- ART NOVEAU- Jarro de clarete. Século XIX. Medidas:17X17X17 cm.
DA MANUFATURA: Em 1848, a viúva Suzanne Loetz assume a fábrica após a morte do marido, Johan Loetz. Daí o nome da fábrica de vidro: Loetz Witwe. Em 1879 seu neto Max Ritter von Spaun assume a liderança dela. Von Spaun começa com o desenvolvimento da técnica para fazer o vidro iridescente, a principal característica desta fábrica de vidro boêmio. Os projetos novos são exibidos pela primeira vez em 1898 em Viena. Em 1900, Loetz/Von Spaun obtém um grande prêmio para os desenhos originais do vidro iridescente. Tiffany também fez no final do século XIX vasos iridescentes. Isso faz com que Von Spaun fosse fortemente influenciado. No entanto, nem Tiffany, nem Loetz têm a técnica iridescente que inventou. Esta técnica foi emprestada da cerâmica. Foi em particular Clemente Massier que experimentou com sucesso com iridescentes esmaltes em cerâmica. Loetz e Tiffany aplicou com muita criatividade no vidro do material. Na fábrica do Loetz outras artistas da época-Kolo Moser, Dagobert Peche, Josef Hoffmann, Michael Powolny, Otto Prutscher, Maria Kirschner – foram convidadas a criar projetos para a empresa por Loetz. Um desenho feito por Kolo Moser é ver abaixo.
A maioria das peças do Loetz não têm nenhuma assinatura, apenas os vasos que foram destinados à exportação para os Estados Unidos, foram assinados. Lotes de objetos de vidro são determinados para Loetz e também vendidos no eBay, enquanto eles são de outras fábricas boêmios, tais como Kralik ou Rindskopf.
14
MARY GREGORY-(1856–1908)
Grande vaso azul, com pintura em esmalte vidrado. Consta restauro. 42x22x22 cm.
*MARY GREGORY-(1856–1908) era uma artista americana conhecida por sua decoração de produtos de vidro na Boston and Sandwich Glass Company em Cape Cod, Massachusetts. Gregory trabalhou para Boston e Sandwich de 1880 a 1884.
http://www.glassencyclopedia.com/Marygregoryglass.html
15
LOETZ- AUSTRIAN IRIDISCENT GLASS- Antigo par de castiçais em vidro com grafismo e furta cor.
Altura: 12 cm.
DA MANUFATURA: Em 1848, a viúva Suzanne Loetz assume a fábrica após a morte do marido, Johan Loetz. Daí o nome da fábrica de vidro: Loetz Witwe. Em 1879 seu neto Max Ritter von Spaun assume a liderança dela. Von Spaun começa com o desenvolvimento da técnica para fazer o vidro iridescente, a principal característica desta fábrica de vidro boêmio. Os projetos novos são exibidos pela primeira vez em 1898 em Viena. Em 1900, Loetz/Von Spaun obtém um grande prêmio para os desenhos originais do vidro iridescente. Tiffany também fez no final do século XIX vasos iridescentes. Isso faz com que Von Spaun fosse fortemente influenciado. No entanto, nem Tiffany, nem Loetz têm a técnica iridescente que inventou. Esta técnica foi emprestada da cerâmica. Foi em particular Clemente Massier que experimentou com sucesso com iridescentes esmaltes em cerâmica. Loetz e Tiffany aplicou com muita criatividade no vidro do material. Na fábrica do Loetz outras artistas da época-Kolo Moser, Dagobert Peche, Josef Hoffmann, Michael Powolny, Otto Prutscher, Maria Kirschner – foram convidadas a criar projetos para a empresa por Loetz. Um desenho feito por Kolo Moser é ver abaixo.
A maioria das peças do Loetz não têm nenhuma assinatura, apenas os vasos que foram destinados à exportação para os Estados Unidos, foram assinados. Lotes de objetos de vidro são determinados para Loetz e também vendidos no eBay, enquanto eles são de outras fábricas boêmios, tais como Kralik ou Rindskopf.
16
AUSTRIAN IRIDISCENT GLASS - Floreirinho LOETZ Art Noveau ( 1890-1910) em cristal iridiscente, monture em bronze retorcido em folhagens e flores. Medidas:16,5x9x9cm
DA MANUFATURA: Em 1848, a viúva Suzanne Loetz assume a fábrica após a morte do marido, Johan Loetz. Daí o nome da fábrica de vidro: Loetz Witwe. Em 1879 seu neto Max Ritter von Spaun assume a liderança dela. Von Spaun começa com o desenvolvimento da técnica para fazer o vidro iridescente, a principal característica desta fábrica de vidro boêmio. Os projetos novos são exibidos pela primeira vez em 1898 em Viena. Em 1900, Loetz/Von Spaun Obtém um grande prémio para os desenhos originais do vidro iridescente. Tiffany também fez no final do século XIX vasos iridescente. Isso faz com que Von Spaun fortemente influenciado. No entanto, Tiffany, nem Loetz têm a técnica iridescente que inventou. Esta técnica foi emprestada da cerâmica. Foi em particular Clemente Massier que experimentou com sucesso com iridescentes esmaltes em cerâmica. Loetz e Tiffany aplicou com muita criatividade no vidro do material. Na fábrica do Loetz outras artistas da época-Kolo Moser, Dagobert Peche, Josef Hoffmann, Michael Powolny, Otto Prutscher, Maria Kirschner – foram convidadas a criar projetos para a empresa por Loetz. Um desenho feito por Kolo Moser é ver abaixo.
A maioria das peças do Loetz não têm nenhuma assinatura, apenas os vasos que foram destinados à exportação para os Estados Unidos, foram assinados. Lotes de objetos de vidro são determinados para Loetz e também vendidos no eBay, enquanto eles são de outras fábricas boêmios, tais como Kralik ou Rindskopf.
18
Grande licoreira em cristal da Bohemia, República Tcheca. 24% chumbo. Lapidação manual: chanfrada, estrelada e serrilhada. Cerca de 1950. Medidas:49x15x15 cm.
19
Antigo aparelho para chá e café em porcelana, pintura manual, assinada. Procedência nacional. Consta de (6) xícaras de café com pires; (6) xícaras de chá com pires; prato para bolo; (6) pratinhos para bolo e (6) peças de serviço. Total: 25 peças. Década de 1960.
21
ILMENAU Porzellanfabrik Graf von Henneberg A.G. (1930 until 1949). Parte de serviço em porcelana azul. Consta de (2) bules, um deles sem tampa; (3) xícaras com pires; manteigueira e (10) pratos para bolo.
https://www.porcelainmarksandmore.com/germany/thuringia/ilmenau-03/index.php
22
VISTA ALEGRE-PORTUGAL-MODELO BREST-1957- (6) pratos fundos. Borda azul e ouro. Diâmetro: 25 cm.
23
J & G Meakin (Ltd) (1912-1937) Hanley, Stoke-on-Trent, England - Serviço em porcelana, constando de bule de café, bule de chá, açucareiro, leiteira; manteigueira com presentoir; (7) xícaras com pires; (10) pratos de bolo.
24
PÁTRIA, DP, PA e A&J Collection - São Paulo – SP- (1954 / 1999)
Serviço constando de bule, leiteira, açucareiro e (6) xícaras com pires. Folhado em ouro e decorado em policromia.
http://www.porcelanabrasil.com.br/m-dp.htm
29
Floreiro com presentoir em prata portuguesa 800 ml.; ourives do Porto "Vicente Manuel de Moura"* Cinzelada, rebatida e burilada em flores e volutas. Diâmetros: 14 e 27 cm. Peso líquido: 528 g. Peso total: 1,240 kg.
*Marca registrada no Capítulo XI: Marcas de ourives do Porto anteriores ao ano de 1887, página 156 do livro de Imprensa Nacional Casa da Moeda, Volume 1.
30
Centro de mesa prata portuguesa 833 mls., contraste Águia*. Estilo Dom João V: volutas, cochas, rocalhas,duas cornucópias de flores nas asas.
Bandeja: 4x43x32cm; Floreira: 16x41x18 cm. Peso líquido: 1,860 kg. Peso total: 4 kg.
Marca do prateiro FRANCISCO PEIXOTO DE BARROS, registrado sob o nº 1833, em 1932, página 191.
*Marca número 42 da página 12, Livro Imprensa Nacional-Casa da Moeda, volume 2.
31
Ourives do Porto "GUILHERME SOARES" (1887) Delicado perfumeiro em prata portuguesa, com contraste Javali II título. Recipiente para perfume em cristal doublé azul, lapidado e acondicionado dentro de duas conchas. Base triplóide em prata lavrada em conchas, florões, palhetas e rocalhas. Medidas:14x14x11 cm.
*Marcas de Contrastes de Ourives, Imprensa Nacional, Casa da Moeda, página 194, volume 2.
32
Samovar inglês REGENCY "Old Sheffield Plate". Século XIX.
Completo: trempe, queimador, abafador. Pegas em madeira torneada. Base com grandes pés em conchas. Medidas: 50x23x23 cm.
33
Antigo par de castiçais, prateiro Michel Khoury, marcado PB-800. Boa lavra, cinzelada em ondas e volutas. Peso: 1,900 kg. Medidas: 27 x 14 x 14 cm.
34
Tesoura Espevitadeira, prateiro Michel Khoury 800 mls. Batida, repuxada e cinzelada. Bandeja oblonga de virola fenestrada e cinzelada por representações floridas, e abacaxis nas laterais. Contraste "PB-800". Peso: 400 g. Berço: 22 x 11 cm.
35
DEUSA ANFITRITE - Paliteiro em Prata Portuguesa da cidade do Porto - P-COROA (1843-1853*) - Prateiro Luis Antonio Rodrigues de Araujo. Marca da Burilada.
Medidas: 19 x 8 x 8 cm.; Peso: 240 g.
*Marca número 98, página 11, Livro da Imprensa Nacional, Casa da Moeda, volume 1. (Século XV a 1887)
36
(6) garfinhos e (6) Faquinhas para frutas. Prata Portuguesa 833 mls, contraste Cabeça de águia*. (1938). Estilo Dom João V, cabo em volutas e concha. Extensão:18,5 cm.
Marca do prateiro ilegível. Peso:520 g.
*Marca número 65 da página 13, Livro Imprensa Nacional-Casa da Moeda, volume 2.
37
Lote (6) colheres de chá em Prata Portuguesa 833 mls, contraste Cabeça de águia*. (1938). Estilo Dom João V, cabo em volutas e concha. Extensão:18,5 cm.
Marca do prateiro ilegível. Peso:165 g.
*Marca número 65 da página 13, Livro Imprensa Nacional-Casa da Moeda, volume 2.
38
Espátula em prata 900 mls. contrastada. Feita a partir de moeda de 500 Réis, Petrus II- 1862. Cabo em jacarandá, ponteira brasonada. Medidas: 24x7 cm. Peso: 80 g.
39
Lote com (4) peças de Pharmácia. Medidas: 3,5x16,5x5 cm. (com seringa de vidro) ; 2,5x11,3,5 cm.; (2) caixas de agulhas "Canhão americano", fabricadas na Alemanha: 7x7 cm.
40
Lote com (2) antigos vidros de Pharmácia. (28x10x10 cm; 27x10x10 cm.)
Contact
Phone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
© iArremate - Portal de Arte (2013-2020) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.