I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
languages
log in
subscribe
Galeria Paiva Frade
Auctioneer: Alexandre Paiva Frade
ARTE ATEMPORAL
19 de May às 20:30h
20 de May às 20:30h
Description
Pintores Viajantes do período imperial; Pintores Medalhistas da Academia Imperial e Escola Nacional de Belas Artes; Pintores das coleções italianas em São Paulo do inicio do século XX; Pintores dos movimentos modernistas e pós-modernista; Oratório e Documentos Imperiais; Prataria inglesa, portuguesa e brasileira; Porcelanas Cia da Indias. Arte Sacra. Art Nouveau e Art Deco. Esculturas e Antiguidades.
IMPORTANTE: Esse leilão será apregoado A VISTA. MODALIDADES: DEPÓSITO BANCÁRIO. Entre em contato: (35) 3332 4150. No caso de arrematação os valores deverão ser quitados, em até 72 horas, após recebimento do E-MAIL DE COBRANÇA. O não cumprimento do prazo previsto, Leiloeiro dará por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrará sua comissão e a dos organizadores. DÚVIDAS POR FAVOR CONTATE: (35) 3332- 4150.
Artist Pieces "Juarez Machado"
Nights
Pagination
Sort
Display
169
Juarez Machado
“O Noivo”
Óleo sobre tela
Medidas: 100 x 73 cm.
Rio - 2007
Reproduzido no Livro: "Um passeio pelo mundo de Juarez Machado", página 103.

O artista plástico juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.
170
Juarez Machado
“A Beleza Toreando o Tempo”
Técnica Mista
Medidas: 100 x 70 cm
2006
Reproduzido no Livro: "Um passeio pelo mundo de Juarez Machado", página 135.

O artista plástico juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.
171
Juarez Machado
“Casal na Bicicleta”
Desenho a nanquim e guache sobre papel
Medidas: 22 x 33 cm.

O artista plástico Juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

Juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, Juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de Juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.
172
Juarez Machado
“Casal”
Técnica Mista
2016
Medidas: 70 x 100 cm.

O artista plástico juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.
174
Juarez Machado
Sem Título
Medidas: 70 x 100 cm.
Técnica Mista
2015

O artista plástico juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.


175
Juarez Machado
“Sem Título”
Técnica Mista
Medidas: 113 x 77 cm.
2009
Reproduzido no Livro: "Um passeio pelo mundo de Juarez Machado", página 145.

O artista plástico juarez Machado, pioneiro do desenho de humor na televisão brasileira, teve um quadro de enorme sucesso nos primeiros anos do Fantástico: vinhetas animadas nas quais ele atuava como mímico – ou, na sua própria definição, um “desenhista do gesto” – ao som de um tema composto pelo maestro Júlio Medaglia.

juarez Machado trabalhava como cenógrafo da Globo quando – inspirado na coluna de humor Nonsense, que assinava no Jornal do Brasil – teve a ideia de emprestar o corpo para dar vida aos seus desenhos. No seu quadro, exibido até 1978, juarez interagia com os próprios desenhos e se apresentava com o rosto pintado de branco e vestindo uma fantasia que era uma mistura de boneco e palhaço.

As performances invariavelmente terminavam com o mímico desenhando uma linha de trem, uma passarela ou uma trilha de pegadas, por onde ele caminhava até desaparecer na tela. A estrada sempre foi um tema recorrente na obra de juarez Machado e aparecia representada de várias formas em muito dos seus desenhos.

Nights
Pagination
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2021) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.