I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
languages
log in
subscribe
Galeria Paiva Frade
Auctioneer: Alexandre Paiva Frade
ARISTOCRÁTICOS E ETERNOS
24 de February às 20:30h
25 de February às 20:30h
26 de February às 20:30h
Description
IMPORTANTE: Esse leilão será apregoado A VISTA. MODALIDADES: DEPÓSITO BANCÁRIO. Entre em contato: (35) 3332 4150. No caso de arrematação os valores deverão ser quitados, em até 72 horas, após recebimento do E-MAIL DE COBRANÇA. O não cumprimento do prazo previsto, Leiloeiro dará por desfeita a venda e, por via de EXECUÇÃO JUDICIAL, cobrará sua comissão e a dos organizadores. DÚVIDAS POR FAVOR CONTATE: (35) 3332- 4150.
Categories
Pagination
Sort
Display
39
Escola Italiana. Séc. XVII / XVIII
Retrato da Rainha da França, Maria de Médici.
Óleo s/ tela
Medidas: 74 x 61 cm.

Apresenta-se a rainha com os atributos de sua linhagem e poder, o retrato do pai preso à roupa na altura do coração, a coroa real francesa à sua esquerda e possivelmente o cetro da realeza na mão direita. A severidade sugerida na pintura revela a infelicidade de sua vida. Maria (1575-1642), sexta filha de Francisco de Médici, Grão-Duque de Toscana e de Joana de Habsburgo, Arquiduquesa da Áustria, já é órfã de mãe aos três anos de idade quando perde o pai em 1587. Torna-se então a herdeira mais rica da Europa. Em 1600, casa-se com o rei da França Henrique IV, recebendo o título de rainha consorte. Somente em 13 de maio de 1610 é coroada rainha e, no dia seguinte o Rei, seu esposo, é assassinado. Em consequência, é nomeada rainha regente de seu filho Louis XIII.
40
CASANOVA Y ESTORACH (1847-1896) (Atribuído)
"La Main Chaude"
Óleo s/ tela
Medidas: 32 x 48 cm (MI). 50 x 67 (ME)
Escola espanhola, século XIX.
Antiga moldura de madeira revestida a folha de ouro, ricamente detalhada. Artista catalogado Art-Price com cotação internacional. Obra adquirida no Leilão Dagmar Saboya - RJ.

41
ACADEMIA SAN CARLOS DE VALÊNCIA -SEGUNDO QUARTEL SÉC XX

JOSÉ ROIG
(Valência, Espanha 1898- Santa Fé, Argentina 1968)
CAPILLA LAS PALMAS - CÓRDOBA - OST -
78 X 91 cm. / 100 x115cm.

Estudou na Academia San Carlos, com professores como José Renau, José Garnelo e Alda. Ele participou da oficina do grande Joaquín Sorolla, que influenciou sua pintura luminosa e serena com um espírito impressionista. Paisagista por excelência, suas obras propõem uma viagem para o nosso país e para a sua Espanha natal. Em 1929, ele chegou ao nosso país e adotou-o como seu. Em 1938 ele fez sua primeira exposição individual na Argentina. Ele também participou em numerosas ocasiões em salões e concursos provinciais e municipais.
Morreu em 29 de setembro de 1968, em Firmat, na província de Santa Fé, onde havia se estabelecido nos últimos anos de sua vida.
FONTE: https://www.zurbaran.com.ar/jose-roig/
42
Otto Schubert (29 de janeiro de 1892, Dresden, Alemanha - 12 de junho de 1970, Dresden, Alemanha)
"Cavalo de Troia".
Técnica: Sanguínea.
Assinatura no canto inferior direito.
Medidas: Med. 39 x 56 cm.

Artista alemão Otto Schubert ganhou um lugar na história cultural como um dos 112 artistas incluídos na infame EntarteKunst (Arte Degenerada show), organizado em Munique, em 1937, pelo ministro da Propaganda nazista Joseph Goebbels. Este sham-exposição apontada 650 peças, de entre os milhares de objetos de arte "bolchevique-judeus", confiscadas pelos nazistas de museus em todo o Terceiro Reich, e ironicamente exibido-los ao lado gráficos humilhantes como "um insulto ao feminilidade alemã" e "A escárnio a Deus. "O show atraiu mais de dois milhões de visitantes. Sem dúvida, muitos espectadores vieram ver o que hoje seria considerado uma notável colecção de arte moderna, incluindo obras de Marc Chagall, Wassily Kandinsky, Paul Klee, OskarKokoschka, PietMondrian - e Schubert.
43
PAULO GAGARIN (Rússia, São Petersburgo, 1885 - Rio de Janeiro, 1980) - Vaso com Flores. Óleo s/ tela. Ass. cid. Datado 1944. 49 x 60 cm (MI). 65 x 76 cm (ME). Artista autodidata encantou-se com a exuberância da flora tropical e as cores do litoral brasileiro, que representou num estilo próximo dos pós-impressionistas. Em 1900 estudou na universidade de sua cidade natal. Serviu no exército russo, na Europa e na Ásia, entre 1911 e 1914. Nos anos de 1914 a 1918 combateu nas fileiras russas durante a Primeira Guerra Mundial. Emigrou para a França, em 1919, após o triunfo da revolução socialista de 1917, que implicou a derrocada do czarismo. Chegou ao Brasil em 1921, como copeiro do navio Pelotas, acompanhando o destino da maioria dos refugiados políticos russos da sua condição.
44
ASSINATURA ILEGÍVEL - ESCOLA FRANCESA, SÉCULO XIX.
MEDIDAS; 58x75 cm./ 73x91 cm.
Composição ao gosto Rococó, cena de gênero ao estilo dos mestres: BOUCHER, FRAGONARD, WATTEAU:
Chá no jardim: três moças da nobreza e seu exótico cãozinho sobre um mocho, duas criadas e rapaz galanteador, observando entre as árvores. Vilarejo ao fundo.
45
RAIMUNDO CELA (Sobral, Ceará, 1890 - Niterói, RJ, 1954).
Pastel Oleoso sobre papel.
Assinado e datado: Paris, 1922.
"Le Pêcheur".
Medidas: 48 x 63 cm. / 73 x 88 cm.
46
MAURICE DE VLAMINCK (Paris, 1876 - Rueil-la-Gadelière, 1958)
Circa 1940 - Sem título.
Litografia aquarelada au porchoir (15/100).
Assinada e datada.
Medidas: 47 x 63 cm. / 74 x 89 cm.

Pintor francês que ao lado de André Derain e Henri Matisse, é considerado um dos principais artistas do movimento fauvista, caracterizado pela distorção das formas e das cores em suas obras.1O pintor é considerado um dos mais audazes do Fauvismo no exagero das formas e das cores. De Vlaminck pinta paisagens não realistas, colorindo-as com amarelos e vermelhos que se contrastam violentamente. Não se assemelha a pintura sutil de Monet e nem as faces macias das mulheres de Renoir. Maurice de Vlaminck nasceu em Paris, em uma família de músicos. Seu pai lhe ensinou a tocar violino. Ele começou a pintar quando já era quase um adulto. Em 1893, ele estudou com o pintor Henri Rigalon na Ile de Chatou. Casou-se pela primeira vez em 1894. A grande sorte em sua vida foi ter encontrado André Derain em um trem para Paris quase no final de seu serviço no exército. Vlaminck, com 23 anos na ocasião, desenvolveu uma forte amizade com Derain. Quando Vlaminck completou seu serviço militar em 1900, os dois alugaram um estúdio. Vlaminck pintava durante o dia e ganhava a vida dando aulas de violino e tocando com uma banda durante a noite. Em 1911, viajou para Londres para pintar o rio Tamisa. Em 1913, ele pintou novamente com Derain em Marselha e Martigues. Durante a Primeira Guerra Mundial, ele começou a escrever poesia. Depois, ele estabeleceu-se nos subúrbios de Paris. Casou com sua segunda mulher, com quem teve duas filhas. De 1925 em diante, ele viajou pela França, mas continuou a pintar, principalmente ao longo do rio Sena, próximo a Paris.
47
EDUARDO TORASSA (Argentina, 1955)
"Surrealista"
Óleo s/ madeira
Ass. cid.
Medidas: 38 x 48 cm.

Expoente do surrealismo argentino, tem sua obra fazendo parte de coleções particulares e museus por todo o mundo. Entre 1979 e 1983, ele viveu e trabalhou no Brasil.

Timeline:
1955 - Born in Buenos Aires, Argentina
1975 - Started exhibiting his work in Argentina. He is attracted and inspired by the Renaissance Masters and the Surrealists.
1979-1983 - Moved to Brazil and exhibited extensively there.
In 1984 he exhibited at the Portal Gallery, São Paulo.
1985-2010 -Travelled and worked in Italy, England, Monaco and throughout the USA. He presently lives in Argentina.

Exhibitions:
2001 - Elite Fine Art, Coral Gables, Florida (solo)
2000 - Gagliardi Gallery, London, England (solo)
1997 - Gagliardi Gallery, London, England (solo)
1996 - Elite ineart, Coral Gables, Florida (solo) - "Encuentro Dali y Torassa" Miami Shopping Center Gallery, Punta del Este, Uruguay (solo)
1994 - Elite Fine Art, Coral Gables, Florida (solo)
1992 - Vanidades Gallery, Miami, Florida (solo)
1991 - Lucresia Fos Gallery, Buenos Aires, Argentina (solo)
1989 - Lagard Gallery, Buenos Aires, Argentina (solo)
48
DOIGNEAU Édouard-Edmond (NEMOURS, 1865- PARIS, 1954)
54x65/ 76x87 cm
óleo sobre tela.
"Cavalos bebendo água"

Henri Gaston Darien nasceu e 8 de janeiro de 1864no 7 ºarrondissement de Paris [ 2 ] .

Aluno de Jules Lefebvre e Antoine Guillemet , expôs no Salão de Artistas Franceses de 1886 onde apresentou paisagens. Ele, então, especializado em cenas de interior e da vida parisiense e obteve uma menção honrosa em 1889, um 3 rdmedalha de classe em 1897 e um 2 ndmedalha de classe em 1899, em seguida, uma medalha de bronze na Exposição Universal de 1900 [ 3 ] . Ele trabalha no inverno em Paris, sobre temas da vida parisiense e no verão na Normandia, onde tem uma casa em Bénouville perto de Étretat ; ele então pintou cenas e paisagens marítimas. Ele fez a decoração para a prefeitura de Vanves [ 4 ] .

Ele foi nomeado Cavaleiro da Legião de Honra em 1910 [ 3 ] .

Ele morreu em 7 de janeiro de 1926no hospital de Marmottan no 17 ºarrondissement de Paris [ 5 ] .


REFERÊNCIAS:
http://www.artnet.com/artists/edouard-edmond-doigneau/
http://www.artnet.fr/artistes/edouard-edmond-doigneau/gardian-abreuvant-sa-monture-MSTonvd54v3HxcTQglIKvQ2
49
PINTOR ANÔNIMO
ICONOGRAFIA DO RIO DE JANEIRO, Séc. XIX, circa 1850.
Óleo sobre placa de madeira (oval) emoldurado.
Medidas: 33 x 46 cm

Rara Iconografia do Cais do Rio de Janeiro com Chafariz Mestre Valentin e cidade ao Fundo
(Palácio dos Vice Reys; o Carmo; a Sé Velha; o Colégio dos Jesuítas; o forte de São Sebastião). Este cais foi feito por Jacques Funk e data do de 1789.
50
ROSALVO RIBEIRO (Marechal Deodoro, 1865 - Maceió, 1915)
Igrejinha de Copacabana
Óleo s/ madeira
Ass. e datado cid, 1908.
Medidas: 22 x 33 cm.

Pintor, professor e naturalista. Rosalvo Ribeiro é um artista de sólida formação, que percorre as mesmas etapas dos artistas brasileiros mais destacados da segunda metade do século XIX. Estuda na Academia Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro, e dirige-se em seguida para a França, onde prossegue seus estudos em pintura de história.
51
"Foire de Paris"
Guache original de um projeto de cartaz, período Art Deco.
Paris, 1927
Medidas: 65X45 cm.
Emoldurado
53
Henrique Tribolet (Rio de Janeiro/RJ, 1862 - 1908)
"Sem Título"
Óleo sobre tela
Assinado "H. tribolet", localizado "Rio de Janeiro", datado 1899.
Medidas: 21 x 32 cm (MI); 53 x 65 cm (ME).
Obra já limpa erestaurada. Coleção Particular Vassouras/RJ.

Nota Biográfica: Henrique Tribolet foi um pintor e desenhista franco-brasileiro. Foi aluno e companheiro do paisagista italiano Nicola Facchinetti, a quem deve toda sua excelente formação artística. Tal como seu mestre, deixou muitos quadros em pequeno formato. Nota declaração do Doutor em História Eduardo Schnnoor: "Eu, Eduardo Schnoor Professor Doutor em História social pela USP-SP, venho informar que considero procedente ser o quadro ost 21X32 pintado em 1889 por Henrique Tribolet ter como iconografia do Rio de Janeiro , os estabelecimentos militares do Exercito Imperial existentes na Ilha do Bom Jesus que ficava próxima a Ilha do Governador. Além dos prédios o pequeno trapiche acrescenta um importante dado a esta iconografia por ser pelo tamanho um trapiche de "serviço" Areas estas aterradas do decorrer do crescimento da Cidade.
54
Henrique Tribolet (Rio de Janeiro/RJ, 1862 - 1908)
"Localizado URCA"
Óleo sobre madeira, assinado "H. Tribolet e datado 1905.
Medidas: 20 X 29 cm.
Moldura de época.

Nota Biográfica: Henrique Tribolet foi um pintor e desenhista franco-brasileiro. Foi aluno e companheiro do paisagista italiano Nicola Facchinetti, a quem deve toda sua excelente formação artística. Tal como seu mestre, deixou muitos quadros em pequeno formato.
No acervo do Museu Nacional de Belas Artes, encontra-se um óleo de sua autoria intitulado simplesmente Marinha, datado e assinado em 1896 (inventário nº 2753).

No acervo do Museu Nacional de Belas Artes, encontra-se um óleo de sua autoria intitulado simplesmente Marinha, datado e assinado em 1896 (inventário nº 2753).

Procedência Galeria Colecionador - Rio de Janeiro com transferência anexa.
55
HENRIQUE TRIBOLET(Rio de Janeiro/RJ, 1862 - 1908)
Óleo sobre madeira.
25,5 x 40,5 cm
"Praia da Enseada de Botafogo"
Procedência Ernani Leiloeiro

Nota Biográfica:
Henrique Tribolet foi um pintor e desenhista franco-brasileiro.
Foi aluno e companheiro do paisagista italiano Nicola Facchinetti, a quem deve toda sua excelente formação artística.
Tal como seu mestre, deixou muitos quadros em pequeno formato.
No acervo do Museu Nacional de Belas Artes, encontra-se um óleo de sua autoria intitulado simplesmente Marinha, datado e assinado em 1896 (inventário nº 2753).

56
Victor Frond & Ribeyrolles, 1857.
Vassouras, RJ.
Litografia aquarelada original , sem moldura.
Medida interna: 36 x 48 cm.
57
ARTISTA VIAJANTE NO BRASIL

BARRAUD, Charles Decimus (1822–1897) Voyager
Medidas: 61. X 91,4 cm tela
Observação: O artista esteve no Rio de Janeiro em 1878, pintou várias aquarelas e somente este óleo no Rio de Janeiro conhecido.

Charles Decimus Barraud nasceu, Londres, Inglaterra, em 9 de maio de 1822. Casou-se em 17 de março de 1849 na Igreja de São Lourenço. Logo após o casamento, emigraram para a Nova Zelândia onde foi farmacêutico. Sua farmácia em Lambton Quay foi destruída por um incêndio e, em 1887 aposentou-se, dedicando totalmente à arte.

Barraud ganhou reconhecimento e suas pinturas de 1850 em diante são de considerável valor histórico.

Possui obras na Biblioteca Nacional da Austrália e em vários museus. Uma das fotos mais conhecidas de Barraud, 'Interior da Igreja de Otaké', foi reproduzida como litografia por R. K. Thomas e mostra o interior de Rangiatea.

Na Inglaterra uma seleção de suas obras foi reproduzida como portfólio, gráfica e descritivo da Nova Zelândia, publicado em Londres em 1877.

Contém um total de 74 cromolitografias, litografias incolores e xilogravuras, com um texto de WTL Travers, O litógrafo foi C. F. Kell.

https://collections.tepapa.govt.nz/object/37105
https://www.watercolourworld.org/painting/rio-de-janeiro-tww001da3
https://tiaki.natlib.govt.nz/#details=ecatalogue.48203
==========================================================================
Suas obras estão em Museus da Nova Zelândia, Londres etc...

https://www.artprice.com/artist/1504/charles-decimus-barraud/painting/6331448/view-of-rio-de-janeiro-from-the-hills
58
ACADEMIA DE BELAS ARTES E UNIVERSIDADE DE LEIDEN SEGUNDO QUARTEL DO SÉC. XX

WIN VAN DIJK - Holanda 1915 - RJ 1990
Tarde de outono na Holanda
Óleo sobre tela, assinado e marcado ao fundo.
Medidas: 70 x 100 cm. / 90 x 120 cm.
Atribuído a década de 1950.

Na Holanda, estuda Academia de Belas Artes e Universidade de Leiden

Lutou na resistência aos nazistas na Segunda Guerra Mundial, onde perdeu duas pernas em uma trincheira. Terminada a Guerra vem ao Brasil como 1º Adido Cultural nomeado pela Rainha Guilhermina da Holanda.

Em 1948, é publicada biografia sobre Win van Dijk, intitulada; "L'Homme, Le Peintre, L'Oeuvre"
Em 1951, obtêm a medalha de ouro no Salão dos Artistas Nacionais.
Em 1959, o Museu Nacional de Belas Artes, realiza uma grande exposição de Van Dijk com temática Petrópolis
Em 1960, publica o livro de poemas "Convite à Exposição".
Em 1966, o Museu Nacional do Hermitage, de São Petersburgo na Rússia adquire obras de Van Dijk.
Em 1968, A Rainha Elisabeth II, que estava em visita oficial ao Brasil recebe uma obra de Van Dijk do Governo do Rio de Janeiro.
Em 1971 torna-se membro da Academia Petropolitana de Letras e Recebe o título de 'Cidadão Honorário da cidade de Petrópolis.
59
ACADEMIA DE BELAS ARTES E UNIVERSIDADE DE LEIDEN SEGUNDO QUARTEL DO SÉC. XX

WIN VAN DIJK - Holanda 1915 - RJ 1990
Casas de camponeses, Holanda.
Óleo sobre tela, assinado e marcado ao fundo.
Medidas: 31 x 47,5 cm. / 54,5 x 70,5 cm.
Atribuído a década de 1950.

Na Holanda, estuda Academia de Belas Artes e Universidade de Leiden

Lutou na resistência aos nazistas na Segunda Guerra Mundial, onde perdeu duas pernas em uma trincheira. Terminada a Guerra vem ao Brasil como 1º Adido Cultural nomeado pela Rainha Guilhermina da Holanda.

Em 1948, é publicada biografia sobre Win van Dijk, intitulada; "L'Homme, Le Peintre, L'Oeuvre"
Em 1951, obtêm a medalha de ouro no Salão dos Artistas Nacionais.
Em 1959, o Museu Nacional de Belas Artes, realiza uma grande exposição de Van Dijk com temática Petrópolis
Em 1960, publica o livro de poemas "Convite à Exposição".
Em 1966, o Museu Nacional do Hermitage, de São Petersburgo na Rússia adquire obras de Van Dijk.
Em 1968, A Rainha Elisabeth II, que estava em visita oficial ao Brasil recebe uma obra de Van Dijk do Governo do Rio de Janeiro.
Em 1971 torna-se membro da Academia Petropolitana de Letras e Recebe o título de 'Cidadão Honorário da cidade de Petrópolis.
60
Francis Picabia “Francis-Marie Martinez Picabia“
(Paris, 22 de janeiro de 1879 - Paris, 30 de novembro de 1953)
Título: Petite solitude au milieu des soleils (from Art of Today, Masters of Abstract Art "Art d'aujourd'hui, maîtres de l'art abstrait": Album I)
Medidas: 52,5 x 39,5 cm.
Litografia a cores da Fase Dadaísta, década de 20.
Assinada a mão e numerada,
reproduzida a cores em livro do artista (foto anexa) a pág. 73.
Artista com cotação internacional.

Francis Picabia foi pintor e poeta francês.
Estudou na École des Beaux-Arts e na École des Arts Décoratifs.
Recebeu uma forte influência do impressionismo e do fauvismo, em especial da obra de Picasso e Sisley.
De 1909 a 1911 esteve vinculado ao cubismo e foi membro do grupo "Puteaux", onde conheceu Marcel Duchamp.
Em 1913 viajou aos Estados Unidos, onde entrou em contato com o fotógrafo Alfred Stieglitz e o grupo Dadaísta.
Em Barcelona, publicou o primeiro número de sua revista dadaísta "391" em 1916, contando com colaboradores como Apollinaire, Tristan Tzara, Man Ray e Arp.
Após passar um período na Costa Azul com uma forte presença surrealista, regressa a Paris e cria com André Breton a revista "491".
Ilustrou a obra Janela do Caos de Murilo Mendes, o livro compõe a Coleção do Cem Bibliófilos do Brasil.
Essa Coleção de 23 exemplares faz parte da Biblioteca Acervos Especiais da Universidade de Fortaleza - Unifor.
61
PICASSO, PABLO
Passe de Cape da série Los Torós P&B
Gravura original.
Medidas: 42 X 52 cm. / 74 x 64 cm.
Acompanha recibo de pagamento da Galeria Bonino datado de 16 de julho de 1962, assinado e selado por Giovanna Bonino. Acompanha catálogo da exposição no qual fez parte na galeria à época.
62
Pablo Picasso
“Rosto de mulher”
Medidas: 38 x 28 cm.
Desenho a lápis sobre papel
1950
Dedicado à Cícero Dias e produzido na primeira página do raríssimo livro “Vingt Poëmes” de Gangorra.
63
SOBRAGIL GOMES CAROLLO (Alegrete, RS, 1896 - Rio de Janeiro, RJ, 1974.)
Medidas: 74 x 93 cm. / 100 X 120 cm.
Óleo sobre tela, moldura original de época.
Outeiro da Glória, Rio de Janeiro 1952.
Consta de cachets no verso: IV salão da E.N.B.A Rio de Janeiro, 1952 onde obteve medalha de prata.
1953 ouro e 1954 o prêmio máximo: Viagem ao Estrangeiro, para estudar por dois anos em Paris.
BIOGRAFIA: Foi aluno de Eugênio Latour no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre. Em 1922 ingressa como ouvinte na Escola Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro. Recebe menção honrosa no Salão Nacional de Belas Artes, 1925. Retorna por um período breve ao Rio Grande do Sul e volta a fixar-se definitivamente no Rio de Janeiro, onde participa de todas as edições do Salão Nacional de Belas Artes, ganhando prêmios, culminando com o de viagem ao estrangeiro em 1954. Existe controvérsia quanto ao local de nascimento do artista. O Dicionário Brasileiro de Artistas Plásticos confere a Pelotas, enquanto Artes plásticas Brasil 90, de Júlio Louzada, menciona Porto Alegre. Roberto Pontual, em seu Dicionário das Artes Plásticas no Brasil, aponta Alegrete.
64
EDGAR WALTER
Medidas: 38 x 46 cm. / 52,5 x 59 cm.
Óleo sobre duratex.
"Clareira no Alto da Boa Vista"

Edgar Walter Simmons, Foi um pintor brasileiro de origem inglesa.
Dedicou-se ao judo e a dança clássica na juventude, integrando o corpo de baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro com Tatiana Leskowa, chegando à condição de primeiro bailarino.
Abandonou a dança de modo súbito, dedicando-se ao aprendizado da pintura com Oswaldo Teixeira, o fundador do Museu Nacional de Belas Artes, e diretor por quase 25 anos, até 1961.
Edgar Walter, tornou-se um dos maiores paisagistas do brasil e o maior de sua época tendo trabalhado em diversos países, notadamente Inglaterra, Itália, França e Austrália, tinha nas paisagens de Minas Gerais e Alto da Boa Vista a sua maior fonte de inspiração.
65
EDY GOMES CAROLLO (Porto Alegre, RS, 17 de outubro de 1925 — idem, 2000)
65x91/ 91x118 cm.
Óleo sobre tela.
"MATRIZ DO PILAR- Panorama de Ouro Preto", 1974.
HISTÓRICO: Filho e discípulo de Sobragil Carôllo, participou diversas vezes do Salão Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, entre 1995 e 1970, onde obteve premiações. Desenvolveu sua carreira no Rio de Janeiro, onde reside e trabalha. Sua pintura se caracteriza pela fidelidade ao real. Entre os temas abordados, encontra-se o gaúcho e cenas do interior mineiro com igrejas e casario.





66
EDY GOMES CAROLLO (Porto Alegre, RS, 17 de outubro de 1925 — idem, 2000)
70 x 100/ 86 x 116 cm.
Óleo sobre eucatex.
Inscrição no verso: "Voltando com a tropilha", Rio Grande do Sul".
HISTÓRICO: Filho e discípulo de Sobragil Carôllo, participou diversas vezes do Salão Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, entre 1995 e 1970, onde obteve premiações. Desenvolveu sua carreira no Rio de Janeiro, onde reside e trabalha. Sua pintura se caracteriza pela fidelidade ao real. Entre os temas abordados, encontra-se o gaúcho e cenas do interior mineiro com igrejas e casario.





67
CÂNDIDO PORTINARI (1903-1962)
“Retrato de Artur Scatena”
Medidas: 181 x 91 cm.
1952
Óleo sobre tela
Extraordinária obra retratando um dos principais ‘mecenas’ de Portinari, responsável pelo patrocínio de
diversas obras e painéis importantes.
Reproduzido no Raisonné, vol. III, pg. 380. FCO 2802
68
CÂNDIDO PORTINARI (1903-1962)
“A Cidade Assassinada”
Medidas: 18 x 18 cm.
1954
Desenho a nanquim e bico-de-pena sobre papel
Ilustração para a capa do livro “A Cidade Assassinada” de Antônio Callado. Assinada e datada “Portinari 54”. Reproduzido no “Catálogo Raisonné” - Vol. III, pág. 462; “A Construção de uma Obra”, Ed. Dom Quixote, pág. 143. FCO 2699

69
CÂNDIDO PORTINARI (1903-1962)
“Flautista”
Medidas: 36 x 25 cm.
1933
Desenho a grafite sobre papel
Estudo para a pintura “Flautista”.

Reproduzido no "Catálogo Raisonné" - Vol I, pg. 252; "Portinari - A Construção de uma Obra", Ed. Dom Quixote, pág. 58; participou da exposição “Portinari”, Galeria Praça Roosevelt, SP, 1970. FCO 385
Pagination
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2021) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.