I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
ARMAND GODARD (1824 - 1887).
ART DECO- FRANCE 1925-30. EDMOND ETLING FOUNDEUR , PARIS (1909-1940) : "DANSEUR À LA BOULE" OR "BUBBLE DANCER", AN ART DECO PATINATED BRONZE FIGURE OF A DANCER, CIRCA 1925.
Bronze prateado pintado a frio de uma dançarina usando um vestido azul curto,
Marble Scultor Group. Medidas: 34 x 30 x 18 cm.


(...) "O trabalho do impressionista francês e escultor modernista ficou conhecido durante os anos DéCO das décadas de 1920 e 1930. Fundido em diversos materiais, incluindo pewter, bronze, criselafantino (bronze e marfim) e cerâmica. A maior parte das cerâmicas foi produzida pela empresa francesa ALADIN. A maioria de seus bronzes foi produzida pela FUNDIÇÃO EDMOND ETLING, (1909-1940)
em Paris.
Há muito pouca informação disponível sobre este artista, mas uma de suas peças mais famosas é "Bubble Dancer" baseado na atriz Georgia Graves, que atuou com uma bolha em "Flies Bergere" na década de 1920. Seus itens são muito procurados em todo o mundo devido à alta qualidade de seu trabalho.
Ele preferia poses femininas de dança e muitas de suas esculturas eram baseadas nas mulheres exóticas da época.
Em 1937 expôs um grande escultura de gesso na Exposição Internacional de Paris."
FONTE: https://sheryls-artdeco.com/information-or-artists-sculptors/

Edmond Laurent Etling era um varejista de itens decorativos exclusivos de alta qualidade em bronze, cerâmica e vidro em sua loja em Paris na 29 Rue de Paradis. Sua empresa, La Societe Anonyme Edmond Etling, fundada em 1909 em Paris, contratou escultores e artistas famosos como Chiparus, Godard, Colinet, Sevin e outros para projetar itens para a loja, e estes foram fabricados para Etling, levando seu nome. Os objetos de vidro foram feitos em Paris em vidrarias na área de Choisy-le-Roi. Como resultado da Segunda Guerra Mundial, a loja fechou em 1940 e, sendo de ascendência judaica, Edmond Etling foi enviado para um campo de concentração e morreu. A produção de Etling foi, portanto, confinada ao período Art Déco entre as duas guerras mundiais. A Etling é mais conhecida por seus itens opalescentes em azul claro, dos quais pratos e tigelas são os mais comuns, mas também produziram itens em vidro cinza e fosco. A maioria tinha uma assinatura moldada "ETLING FRANCE" seguida de um número de modelo. Na década de 1970, Sevres começou a reproduzir alguns designs de Etling, especialmente as estatuetas femininas de nus.
FONTE: https://www.carters.com.au/index.cfm/index/1284-etling-france-glass/

R$ 12.000,00
Decio Rodrigues Villares
DECIO VILLARES (Rio de Janeiro, 1851 — 1931)
CLICK AQUI E ASSISTA O VIDEO
Estudo da imagem final da obra República. (vide foto)
Medidas: 18,5 x 13,5 cm, na moldura 31 x 34,5cm.
Óleo sobre madeira.

BIOGRAFIA: Em 1889, Benjamin Constant, ministro da Guerra da República Velha, aprovou a arte final, que serviu de base à pintura a óleo de Villares. Esta foi molde para que as costureiras confeccionassem as primeiras bandeiras da República.

Os republicanos, defendiam a separação de Estado e Igreja e apoiaram o desenho da Bandeira Nacional, concebido por Raimundo Teixeira Mendes em novembro de 1889, após a Proclamação da República. Os rascunhos foram feitos em dois papéis, sendo que Décio Villares foi o responsável pelo desenho da esfera, onde vem as estrelas e os dizeres "Ordem e Progresso".
Em 2010, foi furtada. A Polícia Federal e a Interpol foram acionadas, mas a obra até hoje não foi recuperada.
Filho de um monarquista detentor do título de Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa, garantiu-lhe a entrada no Colégio Pedro II e depois na Academia Imperial de Belas Artes, onde matriculou-se na principal instituição de ensino superior em Artes Plásticas do país, relevante para a vida cultural do Império.
A partir 1870, Villares foi caricaturista na Comédia Social, publicada por Pedro Américo e seu irmão Aurélio de Figueiredo. Posteriormente, Aurélio e Villares trabalharam juntos no atelier de Pedro Américo em Florença.
Estudou na Europa por nove anos no exterior, tendo em 1872, quando foi para Paris e matriculou-se no atelier de Alexandre Cabanel, artista francês dos mais influentes na pintura acadêmica e opositor dos impressionistas - era o preferido de Napoleão III.
Villares foi premiado no Salão de Paris de 1874, ganhando a medalha de ouro de melhor pintura de artista estrangeiro.
Em sua estadia em Paris, Villares, deixa o catolicismo e afirma-se na perspectiva positivo-materialista inaugurada pelo filósofo Auguste Comte e, pinta a obra Virgem da Humanidade para o Templo Positivista de Paris. O positivismo torna-se uma constante na sua obra, inclusive o lema "Ordem e Progresso", que usou na bandeira nacional.
Por suas ideias positivistas, se recusa a se naturalizar francês, e perde o cargo de professor da Académie des Beaux-Arts de Paris, conquistado em concurso.
Regressado ao Brasil em 1881, trabalhou esculturas e vários bustos de personagens históricas.
Após seu retorno da Europa, Villares juntamente com Aurélio de Figueiredo recebem uma grande encomenda oficial: 18 telas retratando índios Botocudos para a Exposição Antropológica de 1882, no Museu Nacional com a presença do imperador, D. Pedro II, e da princesa Isabel.
Em 1887, foi eleito professor de pintura histórica na Academia Imperial de Belas Artes, mas nunca assumiu, pedindo inclusive a extinção da Academia de Belas Artes.
Morreu considerado insubordinado recusou o cargo de professor na Ècole de Beaux Arts de Paris e, ao voltar ao Brasil, na Escola Nacional de Belas Artes.
No Museu Nacional de Belas Artes se encontram 22 trabalhos de Villares.
No dia seguinte à sua morte parte de suas obras é incendiada por sua esposa, que num acesso de loucura ateou fogo em seu ateliê.
R$ 2.100,00
ANTIGO BRASÃO DE ARMAS DO REI CARLOS V Imperador Romano-Germânico,
Rei da Germânia e Itália (1500-1558). Metal branco, banho de ouro. Dois parafusos no verso, para fixação. Peso: 1,650 kg. Medidas: 18 x 24 cm.


Escudo de formato ibérico onde se apoia uma "Águia Bicéfala" com as garras vazias (Sinal de que não porta cetro nem orbe). Timbre de coroa real (possivelmente dentro da linha de sucessão, em razão da cruz sob o orbe no topo). Ao centro, um escudo menor, dividido em quatro quadrantes, sendo os basilares fendados ao centro de onde surge uma figura uma Romã, em espanhol: GRANADA.
Primeiro quadrante (C.S.E.) ostenta uma torre, o segundo quadrante (C.S.D.) um "Leão Rampante" com a face voltada para a esquerda. repetindo-se diagonalmente nos quadrantes inferiores.
Pendendo das asas da águia bicéfala, em torno do escudo menor, nota-se um colar: "A Insigne Ordem do Tosão de Ouro", ou Velocino de Ouro.

R$ 1.500,00
WELCOME TO THE GALLERIES, AUCTIONS IN BRIEF
Em cada galeria
partners
visit
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
Plantão durante o pregão
Telefone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
© iArremate - Portal de Arte (2013-2021) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.