I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
Carybé, Hector Julio Paride Bernabó

Carybé - Vinil encerado sobre placa - medidas 44,5 x 62 cm - assinado e datado 1987 - Obs.: A obra tem o conhecimento e a aprovação do  Instituto Carybé

R$ 25.000,00

JARDINIÉRE BARBOTINE FAIENCE - ART NOUVEAU - FRANCE - C.1890. Cachepot sobre coluna em grupo escultórico de complexa figuração: Base com figura de bisão, fuste fitomorfo e capitel com efígies de pelicanos com asas abertas. No cachepot a figura de dois faraós ladeiam a composição simétrica. Medidas: 94 x 28 x 28 cm

R$ 7.100,00

ELISEU VISCONTI (Giffoni Valle Piana, 30 de julho de 1866 — Rio de Janeiro, 15 de outubro de 1944), Nu e rosto feminino. "Sfumato" - Desenho com giz vermelho, chamado sanguínea, que tal como o carvão e o pastel seco, recebe fixador apropriado. Essa técnica foi usada por Leonardo da Vinci, Rafael e Rubens. TÉCNICA: Sanguínea Ano de 1900. Medidas: 42 x 25 cm. Com moldura: 78 x 69 cm. Ano de 1900. CATALOGADO NO PROJETO ELISEU VISCONTI: D555. Obra aprovada na 28º reunião da Comissão de Autenticação das Obras de Eliseu Visconti, realizada em 22 de novembro de 2016. Eliseu Visconti nasceu em Giffoni Valle Piana, 30 de julho de 1866 e é considerado um expoente da pintura impressionista no Brasil, para onde veio em 1873 fixando-se na fazenda de propriedade do barão de Guararema, em Além Paraíba. A própria baronesa coloca o jovem para estudar musica no Rio de Janeiro. onde em 1882 muda o curso para artes Liceu de Artes e Ofícios e posteriormente matricula-se na Academia Imperial de Belas Artes, onde estudou com os "Premio Viagem ao Estrangeiro" Amoedo, Henrique Bernardelli, Zeferino da Costa e Victor Meirelles Em 1890, Eliseu Visconti com os "modernos", abandonam a Academia de Imperial de Belas Artes e fundam o "Ateliê Livre", com o fim do Império, Academia transforma-se na Escola Nacional de Belas Artes e, no período republicano, Visconti retorna e, no Salão Nacional de Belas Artes de 1982 recebe o Prêmio de Viagem ao Exterior seguindo para a Europa a bordo do navio Congo onde, falando bem o idioma francês, entra com a sétima colocação dentre os 84 concorrentes na École nationale supérieure des beaux-arts,da qual em em 1894, se transfere para École normale d'enseignement du dessin conhecida como École Guérin, onde estudou com Eugène Grasset, uma expressão do Art Nouveau. Como aluno também da Academia Julian, estudou com Bouguereau que foi também professor de Pedro Weingartner. Embora em sua passagem pela Europa tenha realizado cópias de Diego Velázquez, sua formação e influências são dos movimentos dos simbolistas, impressionistas e Art nouveau, estilos em voga em Paris onde expôs nos salões e recebeu Medalha de Prata na importantíssima Exposição Universal de 1900. Na mesma Exposição Universal, recebeu Menção Honrosa na Seção de Artes Decorativas e Artes Aplicadas. Em 1901, em sua primeira exposição individual na Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, e em 1903 em São Paulo, apresenta obras da Arte Nova, do seu período com Grasset e telas pintadas na França. A exposição foi aberta pelo então Presidente do Estado, Dr. Bernardino de Campos Em 1903, apresenta projetos art nouveau, que vencem o concurso e são publicados com elogios no Brasil e no exterior, inclusive na revista francesa “L’Illustration”. Em 1904, na Exposição Internacional de St. Louis, nos Estados Unidos, foi o único brasileiro a ganhar a medalha de ouro em pintura e uma medalha na recém criada seção de arte aplicada à indústria. A convite do prefeito Pereira Passos, entre 1905 e 1908, alugou o maior atelie à época em Paris que pertencia à Puvis de Chauvannes, em Neuilly-sur-Seine, na França, executou o pano de boca, o teto sobre a plateia e o proscênio. Em 1906, substituiu Henrique Bernardelli na antiga Escola Nacional de Belas Artes, demitindo-se em 1913, para dedicar-se, na Europa entre 1913 e 1916, à pintura dos painéis do foyer do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em Paris que inicia os trabalhos num barracão construído em terreno alugado na Rua Didot mas deixou o atelier de Paris sob a ameaça de invasão alemã na primeira guerra mundial, refugiando-se em Saint Hubert e Le Mans. Após 1920, participa do processo modernização urbana da cidade do Rio de Janeiro, executando decorações da Biblioteca Nacional, do Palácio Tiradentes e Palácio Pedro Ernesto. Em 1922, é agraciado com a Medalha de Honra na Exposição Internacional do Centenário da Independência e, sobre a Semana de Arte Moderna, na revista “ISTO É” em dezembro de 1977Pietro Maria Bardi comentou: "Esqueceram o único realmente moderno de sua época, que era Visconti". Após 50 anos, em 1972, Willys de Castro incluiu uma tela de Visconti no Cartaz Comemorativo do Cinquentenário da Semana de Arte Moderna. Em meio às discussões modernistas, em 1926, ano da primeira exposição de Tarsila do Amaral em Paris, o já aclamado Visconti apresenta o fantástico ex-libris e o emblema da Biblioteca Nacional. Em 1927,doando quatro telas para o acervo, Visconti participou com Assis Chateaubriand, dos primeiros esforços para criação de um Museu de Arte em São Paulo, O MASP, que seria fundado em1947, tendo em sua direção o seu admirador Pietro Maria Bardi. Em meados da década de 1930, com alargamento do palco Visconti volta ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e executa o novo friso sobre a boca de cena auxiliado por sua filha Yvonne Visconti Cavalleiro, seu genro Henrique Cavalleiro e Agenor César de Barros e Martinho de Haro. Entre 1934 e 1936, ainda leciona no curso de extensão universitária de artes decorativas da Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Na Europa Belle époque da revolução industrial multiplicavam-se as Escolas de Artes Aplicadas onde eram estimuladas as artes gráficas e os utilitários artísticos. No Brasil, Visconti, oriundo de uma dessas escolas, a École Guérin, foi quem introduziu esse, então, moderno estilo de arte. Ele pessoalmente produziu cartazes, selos, ex-libris, estamparias, jarros cerâmicos, vitrais etc... Em um medíocre assalto ao seu atelier da Av. Mem de Sá, em 1944, golpeado na cabeça, três meses depois o artista de vanguarda que antecipou a modernização da arte brasileira faleceu aos 78 anos de idade. Em 2004 Tobias Stourdzé Visconti, neto do artista, criou o Projeto Eliseu Visconti que, entre outras atividades,já realizou exposições, participou a restauração das pinturas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, quando em 2008, em bom estado, foi encontrado por acaso o proscênio preservado de antes do alargamento do palco. O projeto ainda fez o projeto do livro sobre a vida e a obra do artista e o lançamento do Catálogo raisonné de Eliseu Visconti.

R$ 9.800,00
WELCOME TO THE GALLERIES, AUCTIONS IN BRIEF
Em cada galeria
partners
visit
PRÓXIMOS LEILÕES
3° Leilão Embaixadoras do Bem
Leilões Esporádicos ou Beneficentes
Amanhã, 20:00hs
Contact
Horário de Atendimento: das 12:30h às 17:30h, das 19:00h às 22:00h e em plantão durante os leilões.
Phone iArremate: (35) 99935-4693
E-mail: sac@iarremate.com
Where are we
R. Heitor Modesto, 28 - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
© iArremate - Portal de Arte (2013-2022) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.