I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
Iberê Camargo
IBERÊ CAMARGO
"Semeadores", Rio de Janeiro 1964 -
Guache sobre cartão.
Ano da icônica exposição da Galeria Bonino - RJ. (vide fotos)
Medidas: 100 x 70 cm.

"(...) O homem pintor era também aquele que se interessava e se dedicava à formação de jovens artistas. Iberê contava a PARÁBOLA DO SEMEADOR, presente na Bíblia, para referir-se às atividades que desenvolveu como formador, principalmente como professor, mas, também, como autor de livro didático, instrutor de ateliê para presidiários e palestrante. Dizia ele que foi um SEMEADOR LOUCO, espalhando sementes sobre todos os tipos de terreno, sendo que haviam germinado as que caíram em solo fértil. Em 1955, ele escreveu apostilas para seus alunos sobre aspectos técnicos da gravura. As apostilas foram publicadas como livro vinte anos depois, e é válido até hoje por cobrir todas as maneiras da gravura em metal e pela generosidade de Iberê, ao disponibilizar aos iniciantes informações minuciosas, complementadas por imagens de todos os instrumentais empregados.
FONTE: http://iberecamargo.org.br/site/uploads/multimediaExposicao/ec1808201642aae767.pdf
R$ 250.000,00
Di Cavalcanti
DI CAVALCANTI (Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque Melo, Rio de Janeiro, 1897 — 1976),
DESENHO ORIGINAL EM NANQUIM A BICO DE PENA
MEDIDA:16X13 CM.
CONSTA DE TEXTO NO VERSO: "Escola de Arte Dramática de São Paulo, segundo ano, Prêmio de História Paulo Villaça. ASSINADO: Alfredo Mesquita, São Paulo 16/12/1953."
CAPA DO LIVRO: " Retours ", Teatro de Alfredo Mesquita, Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro, 1942, acompanha o livro.


EAD- ESCOLA DE ARTE DRAMÁTICA DE SÃO PAULO, Instituição fundada por ALFREDO MESQUITA (1907-1986), em São Paulo, em 1948, voltada para a formação de profissionais de teatro – especialmente atores. Estabelecendo-se como paradigma do ensino teatral nacional, a partir de então permanece sob a direção de seu fundador, até 1968. É em seguida incorporada à Universidade de São Paulo (USP) e sofre reformulações para adaptar-se às mudanças da sociedade e do teatro, sendo, até os anos 2010, uma das principais instituições de formação de atores no Brasil.
FONTE: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/instituicao444355/escola-de-arte-dramatica-ead

CITADO: No livro "História da Cena- Dicção e estilo- marca na Escola de Arte Dramática de São Paulo",por Maria José de Carvalho
(...) "Convite deALFREDO MESQUITA"
Em dezembro de 1950, Oswald de Andrade Filho, o Nonê, então na di- reção do Theatro Municipal, convocou a cantora para dirigir espetáculo coral sobre o Navio Negreiro, de Castro Alves. Apresentado duas vezes no Municipal e repetido no movimentado auditório do Museu de Arte Moderna de São Paulo (na rua Sete de Abril) em maio de 1951, o poema épico musicalizado constituiu o primeiro trabalho profissional de Maria José no teatro paulista. O “estudo de poesia-coral” era adaptação sua, sobre fundo musical e arranjos de Miguel Arqueróns, o maestro do Paulistano. Ela passou a alimentar, então, planos de cursar a ESCOLA DE ARTE DRAMÁTICA DE SÃO PAULO (EAD), inaugurada por ALFREDO MESQUITA em 1948. (...)"
História da CenaDicção e estilo por Maria José de Carvalho, marca na Escola de Arte Dramática de São Paulo

CITADO: No livro "O esplendor do Teatro", por Haydée Bittencourt, Imprensa Oficial SP-2010.

"TEATRO AMADOR E MODERNIZAÇÃO TEATRAL".
(...) "Nesse início da década de 1940, ALFREDO MESQUITA e Decio criaram dois grupos teatrais amadores: o Grupo de Teatro Experimental e o Grupo Universitário de Teatro (GUT). Candido acompanhou de perto as duas iniciativas e chegou a trabalhar como “ponto” em alguns espetáculos dirigidos por ALFREDO MESQUITA: “Eu fui ponto na Sombra do mal, de Lenormand, À quoi rêvent les jeunes-filles, de Musset, e outras” (Martins & Abranches, 1993, p. 125).
FONTE: http://jornal.usp.br/especial/revista-usp-118-dossie-5-antonio-candido-e-seus-escritos-sobre-teatro-brasileiro/
R$ 18.000,00
PORTINARI - Candido (Brodowski, SP 1903 — Rio de Janeiro, 1962)
31X46 cm./ 55x70 cm.
óleo sobre tela.
DIVINA PASTORA, 1944
Reproduzido no catálogo raisonné do Projeto Portinari
2188-FCO1014, volume 3, página 50.

Pintura a óleo / tela
31 X 46 cm
Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil
ASSINATURA:
Sem assinatura e sem data
COLEÇÃO: Coleção Particular
FUNÇÕES:
Maquete para a pintura mural “Divina Pastora” [FCO 1013]
TEMAS:
Religioso:Nossa Senhora:Nossa Senhora Divina Pastora
Religioso:Jesus:Menino
Religioso:Anjo
Figura Humana:Mulher
Figura Humana:Criança:Menino
Natureza:Animais:Carneiro
Diversos:Elementos recorrentes:Baú
Diversos:Elementos recorrentes:Cabaça
DESCRIÇÃO:
Composição nos tons azuis, rosas, verdes, terras, ocres, branco, preto, vermelho e violeta. Textura espessa. Cena representando Divina Pastora com Menino Jesus, em paisagem ao ar livre com carneiros e dois anjos. À direita, retângulo branco correspondendo a porta na parede da sala de jantar onde se encontra a pintura mural. Ao centro, Divina Pastora sentada de frente, ligeiramente voltada para a direita e cabeça voltada para a esquerda. Rosto sem traços fisionômicos definidos; usa chapéu de palha de aba larga e longo vestido de mangas compridas. Tem o braço direito esticado para baixo sugerindo que a mão esteja próxima à cabeça de um carneiro que está em pé, de perfil para a direita; a cabeça da Divina Pastora sugere estar voltada na direção do carneiro. O Menino Jesus está em pé, apoiado na perna esquerda da Divina Pastora; ele está nu, tem o braço direito caído ao lado do corpo e o esquerdo dobrado e para cima. À direita da Divina Pastora, dois carneiros, um já descrito acima e o outro está um pouco atrás do primeiro, em pé, de perfil para a esquerda com a cabeça para frente. À esquerda da Divina Pastora, ao lado de seu pé esquerdo uma cabaça. À frente deste grupo de figuras e animais, margeando a composição na parte inferior, sugestão de folhagem e tufos de plantas. Ao fundo, sugestão de paisagem ao ar livre, céu azul com nuvens brancas, vendo-se à esquerda, anjo de perfil para a direita correndo, segurando na mão direita um baú de folha-de-flandres, à direita, acima da porta outro anjo, de perfil para a direita, voando.

Portinari dá início aos estudos de um mural para a casa dos barões de Saavedra − projetada pelo arquiteto Lucio Costa − em Correias, perto de Petrópolis (RJ). O tema escolhido é a Divina Pastora. Em outubro recebe em Brodowski carta da baronesa, dona Carmen Saavedra: "Estou desde ontem num entusiasmo enorme com o maravilhoso desenho [...]. Confesso que ultrapassou de muito toda a beleza com que já contava. Estou agora ansiosa por ver começada essa nossa obra.[...] desde ontem ando à procura de Lucio Costa para lhe mostrar o estudo do mural − ele vai ficar louco!"
R$ 950.000,00
Em cada galeria
partners
visit
Contact
Phone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
© iArremate - Portal de Arte (2013-2020) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.