I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
Abraham Palatnik
PALATNIK Abraham (Natal-RN, 1928 - Rio de Janeiro-RJ, 2020)
76X113 cm.
Acrílico sobre madeira, 2.010
W337
reproduzida no catálogo Leilão Vitor Braga 13 e 14 de Maio de 2013
R$ 350.000,00
Luiz Sacilotto
Luiz Sacilotto (Santo André SP 1924 - São Bernardo do Campo SP 2003)
C 9991
Medidas: 90 x 70 cm.
ACRÍLICA SOBRE TELA
REPRODUZIDO NO LIVRO AUDÁCIA CONCRETA, PÁGINA 78
MUSEU OSCAR NIEMEYER - CURITIBA - PR
R$ 380.000,00
Albert Bierstadt ( 1830-1902 )
MEDIDAS: 24 x 30 cm./ 48x54 cm.
TEMÁTICA: o.s.m.
TEMÁTICA: Rocky Mountains
MOLDURA: sob medida, madeira laqueada e folha ouro.
Cotação internacional media: € 100.000 / 300.000
____Albert Bierstadt foi um dos mais proeminentes e influentes pintores de paisagens americanas do século XIX. Fazia pinturas detalhadas das Montanhas Rochosas e Serra Nevada, foi o primeiro a pintar a grandeza do oeste americano.
Nascido perto de Dusseldorf, Alemanha, Bierstadt emigrou, com sua família, aos dois anos de idade para New Bedford, Massachusetts.
Só voltou a Dusseldorf aos 21 anos. Estudou na famosa “Royal Academy”, sob a tutela de Andreas Aschenbach e Friedman Karl Lessing, aprendeu os princípios da "Escola de Dusseldorf", caracterizada pela atenção aos detalhes, exagerados efeitos atmosféricos, e composições heróicas, uma combinação perfeita para aumentar o apelo romântico da paisagem.
Durante seus quatro anos de estudo, Bierstadt viajou extensivamente pela Europa, desenhando e pintando com os amigos americanos que também estudaram na Academia Real incluindo Sanford Gifford, Leutze Emanuel, e Whittredge Worthington. Ao aperfeiçoar suas habilidades no elitista panorama europeu, Bierstadt retornou a New Bedford em 1857, para posteriormente viajar às montanhas brancas de New Hampshire, onde encontrou grande inspiração artística. No ano seguinte, expôs pela primeira vez na Academia Nacional de Design, em Nova York, expondo catorze quadros com temas da europeus e americanos.
Em 1860, tornou-se membro pleno, acadêmico, da Academia Nacional Americana. Neste ano, Bierstadt, veria pela primeira vez as paisagens que se tornariam a peça central de sua carreira e ajudariam a tornar-se o mais famoso e prestigiado artista americano do século XIX. Anexando-se a uma expedição militar designada para pesquisa das rotas nas Montanhas Rochosas do Wyoming. Bierstadt não só revelou, por meio de suas pinturas, a vastidão da paisagem ocidental, mas também, retratou em detalhes a sua flora, fauna e habitantes humanos. Nas montanhas, coletou vasto material para as pinturas que seriam executadas depois de sua volta em seu estúdio de Nova York. Ele não só fez esboços, em pequenos formatos, mas também tirou fotografias, sendo um dos primeiros artistas a reunir material do oeste americano. Exibiu estas pinturas temáticas das Montanhas Rochosas na Academia Nacional de Design.
Nos dois anos seguintes, ele e seu amigo Emanual Leutze voltaram sua atenção para a pintura cenas militares, de acampamentos da Guerra Civil e dos Fortes Apaches.
Em 1863, no entanto, Bierstadt, faz inúmeros esboços ao retornar para o ocidente numa longa e cansativa viagem que seguia a trilha Overland através de Nebraska, Wyoming, Utah, Nevada e Califórnia. Ao chegar em São Francisco, ele se encontrou com amigos artistas e seguiu para uma excursão em Yosemite.
Foi em Yosemite que Bierstadt retratou as mais sutis gamas tonais e sensações do anoitecer. A partir daí, durante a década de 1860, seu trabalho alcança preços mais altos do que qualquer artista americano já havia recebido. O Congresso dos EUA destinou US$ 20.000,00 para compra uma tela e também encomendou dois murais históricos para o edifício do Capitólio.
A fim de satisfazer o mercado com suas pinturas temáticas, Bierstadt voltou a Califórnia em 1871 e permaneceu por dois anos e meio criando pinturas na Sierra Nevada, Tahoe e Yosemite. Ele ainda fez uma terceira viagem para a Califórnia em 1875 e uma excursão em 1889, mas desta vez para o Alasca.
O interesse pelo trabalho de Bierstadt começou a diminuir na década de 1880, quando o romantismo dramático do estilo Dusseldorf perdeu mercado em favor da escola Barbizon e, em seguida, do impressionismo francês. Em 1889 ele recebeu uma mensagem clara da mudança de gosto do público quando sua tela “The Last of the Buffalo, agora uma de suas mais famosas pinturas, foi rejeitada para a Exposição de Paris.
Bierstadt morreu em relativa obscuridade em sua casa em New York em 1902.
Embora Bierstadt tenha sido, e ainda é, mais conhecido por suas pinturas de paisagens monumentais, ele produziu um vasto corpo de excelentes trabalhos menores, pinturas acabadas principalmente de paisagens e animais. Estas obras, continuam a atingir, em leiloes americanos e europeus, alguns dos mais altos preços destinados a pinturas de artistas americanos do século XIX.
R$ 99.000,00
Em cada galeria
partners
visit
Contact
Phone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
© iArremate - Portal de Arte (2013-2020) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.