I want to sign up
If you are not yet registered, click here to continue.
Luiz Sacilotto
Luiz Sacilotto (Santo André-SP, 1924 - São Bernardo do Campo-SP, 2003)
C 9332- 1993.
Medidas: 70 x 70 cm.
TÊMPERA E ACRÍLICA SOBRE TELA
REPRODUZIDO NO LIVRO AUDÁCIA CONCRETA, PÁGINA 81
MUSEU OSCAR NIEMEYER - CURITIBA - PR
R$ 300.000,00
GUIGNARD, Alberto da Veiga Guignard (Nova Friburgo, RJ 1896 - Belo Horizonte, MG, 1962).
65x45 cm./ 115x95 cm.
FRENTE: Composição construtivista assinada em 1956.
VERSO: retrato de Konstantin Christoff (Strajitza, Bulgária 1923-Montes Claros, MG, 2011)
Óleo sobre madeira

TEXTO CRÍTICO:
Em 1943 na Escola Nacional de Belas Artes, sob o titulo de Grupo Guignard, o próprio Guignard orienta, Iberê Camargo e Waldemar Cordeiro.

Em 1944, já em Belo Horizonte, em seu curso livre na, hoje chamada, Escola Guignard, freqüentam suas aulas e absorvem suas idéias livres e progressistas, artistas como Amilcar de Castro, Lygia Clark e Farnese de Andrade.

Ou seja, importantíssimos movimentos da segunda metade do século XX, tem manifestos produzidos e assinados por grupos, dos quais compunham alunos de Guignard que, por seu temperamento e vastíssimo conhecimento artístico, de formação européia, estimulava-os à criação, à intuição e expressão. Gerando, além da inquietude, a possibilidade de criação de novas linguagens.

Certamente estamos diante de uma obra de cunho pessoal de Guignard. Uma obra única de sua coleção, marcada como maneira de propor, provocar e transitar à possibilidade do novo. Para melhor compreender essa obra, além de posicioná-la na época, faz-se necessário sua primaria desconstrução afim de perceber sua concepção construtiva. A obra trás elementos imperativos do concretismo, traços matemáticos e retos. O preenchimento dos espaços, se dá com cores que nos transportam a tons que visualizamos nas obras de outros artistas como: azuis em Lygia Clark, aos marrons em Iberê e aos pretos em Amilcar. O fator cromático também nos remete à época.

Essa obra não deve ser tratada como uma obra atípica e sim, como uma raridade. Trata-se de uma obra assinada por um grande artista que influenciou, nesta exata época artistas outros, que subscreveram movimentos transformadores na historia da arte brasileira. Ou seja trata-se de uma obra que, nenhum outro museu ou colecionador, poderá possuir. Desta forma torna-se, não a mais emblemática, mas a obra mais rara, o impar no conjunto da obra de Guignard.

Uma outa característica fundamental, além de estar reproduzida em livro, é o fato de que no verso do suporte, Guignard havia pintado uma clássica, lírica, de traços fluídicos e tintas liquefeitas, figura humana representando o artista búlgaro Konstantin Christoff.
R$ 280.000,00
Luiz Sacilotto
Luiz Sacilotto (Santo André SP 1924 - São Bernardo do Campo SP 2003)
CONCREÇÃO 8074
Medidas: 80 x 80 cm.
TÊMPERA SOBRE TELA
REPRODUZIDO NO LIVRO AUDÁCIA CONCRETA, PÁGINA 46
MUSEU OSCAR NIEMEYER - CURITIBA - PR
R$ 400.000,00
Em cada galeria
partners
visit
Contact
Phone: (35) 99948-4697
E-mail: suporte@iarremate.com
Where are we
Pça Ismael de Souza, 11, sala 9H - Estação
São Lourenço - MG
CEP: 37470-000
© iArremate - Portal de Arte (2013-2020) - powered by PPSW
All rights reserved. No part of this web page may be reproduced in any way or by any means without the prior written consent of iarremate.com.
The unauthorized use or copying of any content of this site, including user accounts or products offered will result in permanent account cancellation.